Relações de confiança e diálogo na Escola são essenciais para prevenir o bullying

Relações de confiança e diálogo na Escola são essenciais para prevenir o bullying

Esse tipo de agressão deve ser trabalhada preventivamente no contexto da escola, com sensibilidade e sem expor os envolvidos

COLÉGIO MAGNO/MÁGICO DE OZ

17 Setembro 2015 | 16h08

Muitas vezes, as escolas lançam mão de programas e projetos específicos para prevenir ou combater o bullying. Mas esse deve ser o segundo passo: nenhuma medida pontual terá efeito se antes não forem construídas relações de confiança entre educadores, alunos e famílias.

IMG_0496

Esse é o princípio que tem garantido um clima escolar de excelente qualidade no Colégio Magno/Mágico de Oz, ao longo dos anos. Para a Diretora Cláudia Tricate, o segredo do trabalho é um foco absoluto no aluno e uma comunicação permanente com a família. “Nada fica para depois. A família acompanha tudo o que se passa no cotidiano educativo e todas as questões são resolvidas com a família e o comprometimento do aluno”, diz.

No plano pedagógico, esse relacionamento de confiança mútua é também a base para projetos que estimulam o respeito e a tolerância. O Magno é uma escola do Programa das Escolas Associadas da UNESCO – e nessa condição trabalha princípios como cultura da paz, diversidade humana, cidadania, em todos os seus projetos.

Para a Diretora Pedagógica e Psicóloga da Escola, Cláudia Tricate, as pessoas costumam fazer uma leitura incompleta do bullying. “Esse tipo de agressão deve ser trabalhada preventivamente no contexto da escola, com sensibilidade e sem expor os envolvidos”, explica Claudia, para quem é fundamental a proximidade com as famílias para desmistificar a questão e não aumentar o estigma.