Arte digital

Arte digital

Ensino Médio “degusta” obras do Festival Internacional de Linguagem Eletrônica

COLÉGIO MAGNO/MÁGICO DE OZ

19 Agosto 2015 | 11h37

             Instalações interativas, jogos para múltiplas plataformas, animações, videoarte, GIFs, WebGLs, web art e sonoridades eletrônicas. Esse foi o “menu”   que os alunos da 1ª série do Ensino Médio “degustaram” durante o Festival Internacional de Linguagem Eletrônica (FILE 2015).


IMG_1591

IMG_1607

 

Na estação Solar Pink Pong (criação de artistas dos Estados Unidos e da Áustria), um híbrido de videogame simulava uma brincadeira de rua, na qual os alunos usavam seus corpos e sombras para interagir com a animação de um reflexo de luz solar rosa.

Já na francesa Fated Ascent, a turma se deparou com um amontoado de pedras, que ao serem observadas por meio de um tablet ou de um smartphone, traziam uma surpresa: um visitante virtual! Essa mistura de land art (tipo de arte em que o terreno é natural), performance e psicogeografia chamou a atenção dos alunos.

IMG_1774

            Uma das partes mais divertidas do percurso interativo foi a instalação norte-americana Plink Blink, na qual três participantes criaram juntos uma música piscando seus olhos. Isso mesmo! Eles descobriram que o piscar é rítmico e um recurso incrível para a criação!