FORMAÇÃO DO ADOLESCENTE: DESAFIOS

FORMAÇÃO DO ADOLESCENTE: DESAFIOS

Colégio Graphein

03 Setembro 2015 | 15h43

Entre os que trabalham com adolescentes, não é raro ouvir relatos referentes à desmotivação para os estudos, repetências e sucessivas trocas de escola – isto tudo ainda acentuado pela ausência de projetos de vida. Porém, atualmente, percebemos que as crises, normais na vida dos adolescentes, estão se apresentando com maiores picos e mais frequência. Os comportamentos inadequados, acessos de raiva, indelicadezas e ações impulsivas parecem estar sempre presentes no cotidiano de nossos pequenos jovens.

 Por essas razões o adolescente, muitas vezes, desperta em nós, adultos, uma perplexidade que nos incomoda, irrita, e, por vezes, nos imobiliza. Que fazer com estes seres, quase indecifráveis, que habitam nossas casas, nossas escolas? Como ser mediadores de sua entrada na maturidade sem ser “atropelados” por eles? Pensamos que um bom começo para os educadores cumprirem esta missão é ocuparmo-nos em compreender este momento do desenvolvimento de nossos filhos e alunos.

Primeiramente pensemos no adolescente, que vive um momento da vida que, não sem um intenso conflito interno, desprende-se de seu mundo infantil, busca a própria independência e, aos poucos começa a amadurecer. Além disso, este também é o momento em que nosso jovem é tomado por uma intensa carga de impulsos sexuais e agressivos. Passa a ter desejos e fantasias que exigem satisfação imediata, mas, tais necessidades precisam ser adequadas às exigências da realidade. Muitas vezes esse processo falha e o jovem age impulsivamente, com um comportamento predominante de instintivo ao invés de utilizar-se da reflexão ou a lógica do pensamento. O que poderá nos apontar para quadros mais preocupantes é a persistência e a intensidade destas condutas.

Para os pais, essas condutas caracterizam uma fase difícil na convivência familiar. O adolescente oscila entre a dependência e independência em relação a eles. Já os pais, por sua vez, veem-se na difícil situação de equilibrar as próprias expectativas que tem em relação ao filho mais maduro e independente e a “saudade” do filho criança e dependente. Podemos dizer que as expectativas dos pais têm a ver com o lugar em que eles colocam o filho desde o nascimento, determinando, ainda que não explicitamente, um “mandato” a ser cumprido.

Nossa experiência no Colégio Graphein nos faz pensar que, muitas vezes, os “mandatos” que o adolescente carrega fazem parte dos determinantes do seu histórico de fracasso escolar, em que passa a desqualificar a escola, desafia os professores, apresenta condutas agressivas e desadaptadas que, em geral, escondem sentimentos de impotência, insegurança e baixa autoestima.

Por meio dessas condutas que, muitas vezes resultam em sucessivos fracassos na escola, o jovem pode expressar um pedido para que tenha outra chance e possa ser olhado de forma diferente. É a esse pedido que o Colégio Graphein está atento, através de uma proposta psicopedagógica adequada à demanda de cada um, com resultados muito positivos. Constatamos, ao longo de nossa história, que o adolescente atendido em sua “demanda” pedagógica tem excelentes chances de ingressar em boas universidades e ter uma inserção positiva no mercado de trabalho.

Desenvolvemos junto aos nossos alunos um projeto psicopedagógico que busca atender às necessidades individuais. O planejamento deste projeto é baseado no conhecimento e exploração constantes da dinâmica familiar relacionada à questão escolar do estudante, do desenvolvimento cognitivo e emocional do adolescente, bem como, de seu histórico escolar, modalidade de aprendizagem, potencialidades e interesses.

Os professores têm um enfoque que ultrapassa o rendimento escolar e possibilita, principalmente, descobrir maneiras de se aproximar do aluno. Com a parceria entre equipe técnica, pais e professores, podemos trabalhar de forma a desenvolver as habilidades potenciais de cada educando. Recuperar o prazer no aprender, a confiança em seus próprios recursos, desenvolver a autonomia e prepará-los para uma vida em sociedade, este é, em síntese, nosso maior objetivo na formação do adolescente.

Equipe Graphein

IMG_0074

 

IMG_20150316_092354394_HDR