As possíveis causas da falta de apetite na primeira infância
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

As possíveis causas da falta de apetite na primeira infância

Escola Eduque

15 Dezembro 2017 | 11h32

Apesar de ser um motivo de preocupação dos pais, durante a primeira infância, é normal que as crianças passem por momentos de maior e menor interesse pela alimentação, podem ser de causas orgânicas, como parasitoses, infecções, problemas respiratórios, gripes, febre, etc e devem ser investigadas pelo pediatra ou ser uma consequência de causas comportamentais, necessitando de acompanhamento da família e da escola.

As causas comportamentais podem ser:

• desmame inadequado;

• falta de rotina de atividades e alimentação;

• problemas na dinâmica familiar;

• distúrbios emocionais da criança;

• concessões e substituições alimentares.

 

Orientações sobre alimentação:

O aspecto visual da alimentação é muito importante para estimular a criança.

• preparar pratos que contenham entre 4 a 5 cores;

• propor diferentes texturas;

• servir alimentos com diferentes cortes e formatos, exemplos: cenoura ralada ou suco com cenoura;

• realizar refeições dentro do contexto familiar é fundamental para estimular o interesse.

 

O papel da família e da escola

A participação da família durante as refeições proporciona momentos afetivos e prazerosos, sendo muito importante este acompanhamento.

É importante criar uma rotina alimentar, tanto quanto as crianças necessitam de horário para dormir.
É normal que a criança explore os alimentos que vai consumir, tocando ou cheirando. Permita esse contato.

Não é indicado utilizar a alimentação como punição ou chantagem, essa ação não favorece a formação de um hábito alimentar saudável.

Se a criança estiver doente, facilite a textura da alimentação (purês com pequenos pedaços), ofereça mais frutas, pois são mais bem aceitas neste período.

Inserir as crianças no momento do preparo dos alimentos, pois este contato e participação estimulam um melhor consumo alimentar.

Escola Eduque