Por que fortalecer a saúde emocional dos alunos?

Lina Nonaka

07 Maio 2017 | 10h52

Saber gerenciar suas próprias emoções, conseguir desvencilhar-se e superar acontecimentos ruins, manter relacionamentos saudáveis com outras pessoas e o entusiasmo pela vida, demonstra uma saúde emocional equilibrada que proporcionará um sentimento de bem estar e uma vida mais saudável.

Desenvolver logo no início da vida os recursos internos para lidar melhor com as dificuldades e frustações do dia a dia, promove o desenvolvimento integral do indivíduo, tornando-o melhor sucedido em sua vida, mais feliz e socialmente integrado e ativo no ambiente em que vive.

Com esses pressupostos, o Colégio Prudente de Moraes firmou parceria com a ASEC (Associação pela Saúde Emocional de Crianças) em 2016, e implantou um programa de Educação Emocional para orientar seus alunos a lidar com as dificuldades do dia a dia, incentivando-os a identificar e a falar sobre suas emoções e a compreender as dos outros. Neste processo, eles encontram várias maneiras de lidar com suas emoções, construir estratégias para resolver problemas e a fazer escolhas que melhorem a sua qualidade de vida.

Inicialmente o programa foi direcionado para os alunos do 4º ano do Ensino Fundamental I. No ano seguinte, foi estendido aos alunos do 5º e 6º do Fundamental II devido ao seu excelente resultado.

Em abril, as questões sobre bullying abordados pelo filme “13 Reasons Why” e os motivos que levam o adolescente a aceitar os desafios da “Baleia azul – o jogo do suicídio” passaram a fazer parte das conversas entre os estudantes e deles com professores e coordenadores do Colégio Prudente. Frente a tantas dúvidas e preocupações, a direção passou a reforçar o fortalecimento da saúde emocional dos estudantes com atividades direcionadas para cada segmento.

A psicóloga Silvia Cavalleri realizou uma palestra para os alunos do 6º ao 9º ano sobre questões que envolvem bullying, cyberbullying e fragilidade emocional. A iniciativa do Prudente teve como base a necessidade de realizar um trabalho reflexivo sobre os temas. Para os alunos do Ensino Médio, a reflexão está sendo conduzida pela psicóloga Mariana Seixas.

Além dos programas desenvolvidos, a coordenação do Prudente orienta os alunos nos mais diferentes questionamentos, pertinentes da pré-adolescência e adolescência.

No dia 11 de maio, os pais receberão orientações de como podem fortalecer seus filhos para que enfrentem situações que exigem equilíbrio emocional, educando-os para comportamentos positivos e eficazes por meio da palestra “NO REASON WHY” (Sem Motivos) de Tânia Paris. Ela é fundadora e presidente da ASEC (Associação pela Saúde Emocional de Crianças) há 13 anos, além de ser a responsável por criar e implementar programas de promoção de saúde emocional na Brasil e em outros países.

Aluno identificando as emoções