Quem ama, cuida!

Quem ama, cuida!

Colégio Pentágono

07 Fevereiro 2018 | 12h42

Receber atenção é uma coisa boa e todo mundo gosta, aliás, todo mundo precisa. Somos seres sociais e, portanto, precisamos do outro para nos dar referência de nós mesmos e do mundo à nossa volta. Receber atenção é fundamental; caso contrário, não teríamos sobrevivido como espécie!

A família, não importando a sua configuração, é a base original de apoio da criança em desenvolvimento. Para se tornar uma “pessoinha”, o bebê precisa de referenciais que confirmem e orientem as primeiras manifestações de sua personalidade. Os pais, seus primeiros parceiros na jornada da vida, com seu olhar cuidadoso, proporcionam a ela a possibilidade de se afirmar como sujeito consciente de si mesmo e, no futuro, capaz de gerir, de forma eficaz, a própria vida.

Criamos nossos filhos para o mundo. Desejamos que se tornem adultos felizes, realizados e que contribuam positivamente para um mundo cada vez melhor. Precisamos prepará-los para isso e aí entra a educação formal proporcionada pela escolarização, para complementar a formação iniciada no espaço privado do lar, onde a família ofereceu os primeiros incentivos e, também, os primeiros parâmetros para o desenvolvimento saudável das crianças.

A entrada na escola representa o contato inicial com o espaço público, lugar onde a criança vai se exercitar como ator da própria vida, sem a presença física dos pais. Esse espaço, embora público, no sentido de que a criança vai conviver com uma grande diversidade de pessoas e situações, ainda é protegido, tem muros, regras próprias e pessoas para supervisionar. Mas oferece ambiente favorável para que ela, como uma semente que se torna árvore e dá frutos, realize o seu potencial e se torne um indivíduo produtivo e consciente de sua responsabilidade com a humanidade.

Da mesma forma que a família apoiou as primeiras manifestações do ”serzinho” que nasceu, deve continuar apoiando nessa nova etapa, desde a entrada na escola até o percurso final da vida do estudante. A atenção dos pais continua sendo fundamental para dar a segurança e o conforto ao, agora, futuro cidadão do mundo.

No Colégio Pentágono, dispomos de vários dispositivos que proporcionam a oportunidade de os pais acompanharem de perto a vida escolar de seus filhos. Além dos comunicados por aplicativos e relatórios, oferecemos horários para reuniões individuais em que, em parceria com os pais, tomamos decisões que favorecem o bom desempenho dos alunos, tanto no aspecto acadêmico como relacional.

Acompanhar as lições de casa, conversar sobre os conteúdos aprendidos e as situações vivenciadas na escola são ações tão importantes quanto foram os primeiros cuidados dedicados pelos pais aos bebês.  Validar o trabalho da escola e encorajar os filhos a enfrentar os desafios são posturas que contribuem amorosamente para a formação de “gente boa”, como desejamos.

Heloísa Porto Alegre
Orientadora Educacional do Colégio Pentágono