Inglês Curricular Obrigatório? Imersão? Bilinguismo? Escolas Internacionais?

Inglês Curricular Obrigatório? Imersão? Bilinguismo? Escolas Internacionais?

Colégio Pentágono

19 Julho 2017 | 08h49

O que é mais efetivo? Qual opção devo considerar para meu/minha filho(a), pensando que, no mundo atual, tão globalizado, é imperativo aprender uma segunda língua?

Qual é o melhor caminho para preparar as crianças para se tornarem cidadãos do mundo, já que há uma diversidade de concepções disponíveis para o aprendizado da Língua Inglesa?

Essa decisão gera muitas dúvidas, por isso, o tema é sempre abordado nas reuniões de pais do Colégio Pentágono, para poder esclarecer e ajudá-los a entender as diferenças existentes nessas abordagens. Um primeiro aspecto é o approach, ou seja, a forma como a língua será internalizada pelos alunos.

O ensino do Inglês oferecido nas grades curriculares obrigatórias muitas vezes foca o aprendizado tradicional, que se apoia em livros que apresentam a teoria e em muito drill, ou seja, exercícios para a memorização de novos vocábulos e do conteúdo ministrado. Entretanto, essa metodologia, recheada de regras gramaticais, mostrou-se pouco efetiva, principalmente nas habilidades de comunicação, já que os alunos, depois de vários anos estudando o idioma, ainda apresentam dificuldades para se expressar.

O ensino integral da língua quebra o paradigma de segmentar os eixos, valorizando a integração da leitura, da escrita e da oralidade, sob a premissa de propiciar o uso da língua em situações reais do cotidiano. Nesse contexto, a opção pela imersão se faz tão importante, daí a criação e o desenvolvimento do programa Pentágono Learn&Play, cujo  approach é o learning by doing, aprender fazendo, vivenciando!

Tudo começa nas séries iniciais da Educação Infantil, em que a criança começa a se apropriar da língua pela sonoridade, por meio das songs aprendidas e do input, uma vez que os alunos ouvem as professoras se comunicarem somente em Inglês. No Learn&Play, o idioma está presente em todas as atividades, desde as mais simples, como brincar, comer, na hora da higienização etc. A criança integra, progressivamente, o vocabulário, sem recorrer à tradução e, quando a professora pede, por exemplo, go brush your teeth, ela imediatamente pega a escova de dentes e vai escová-los, sem precisar parar, pensar e traduzir!

Ao iniciar o aprendizado de um novo idioma nas séries iniciais, temos um campo fértil de desenvolvimento cognitivo, no qual as experiências imersivas influenciam a velocidade com que as crianças fazem associações, melhorando o raciocínio e ressaltando a pouca influência da língua materna.

Além da oportunidade de conviverem com o novo idioma desde cedo, o tempo de exposição da criança a este é outro fator valioso para a aquisição gradativa do domínio do Inglês, pois, quanto maior o tempo de exposição, mais rápido se dará o aprendizado!

Desta forma, as quatro habilidades – listening, writing, speaking e reading – vão sendo desenvolvidas e contempladas de forma intencionalmente provocada, proporcionando um aprendizado prazeroso, em um saudável ambiente de socialização e diversão.

Em relação ao bilinguismo ou à opção de matrículas em escolas internacionais, vale ressaltar que, nessas instituições, segue-se  um currículo de outro país, enquanto em uma escola bilíngue se tem, no mínimo, dois idiomas para ministrar as disciplinas tradicionais e o currículo nacional. Para isso, muitas utilizam o Common Core Standards americano como padrão. Nas escolas tradicionais, o conteúdo curricular é ensinado apenas em Língua Portuguesa e seguindo as determinações dos Parâmetros Curriculares Nacionais, ou, em processo de divulgação, as orientações da Base Nacional Comum Curricular.

Assim como acontece com a escolha da melhor escola para os seus filhos, os pais devem refletir sobre a concepção de ensino de Inglês que melhor atenda às suas expectativas, balizando os valores e a filosofia da instituição às quais entregarão não somente os seus sonhos, mas os seus maiores tesouros, os seus filhos!

Maria Cristina Chiochetti
Coordenadora do learn&play e Assessora de Língua Inglesa da Educação Infantil e Ensino Fundamental I do Colégio Pentágono