A importância do voluntariado na formação do indivíduo

A importância do voluntariado na formação do indivíduo

Colégio Pentágono

31 Maio 2017 | 08h33

A importância do trabalho voluntário no Colégio Pentágono não só agrega valores importantíssimos à organização como um todo, mas também enriquece a sociedade, que recebe em troca cidadãos mais conscientes e com valores internos mais verdadeiros e solidificados.

Famílias inteiras se reciclam por meio de novos conceitos, como a solidariedade e a cidadania.

Nos Estados Unidos, há mais de 90 milhões de americanos voluntários, ou seja, um em cada dois adultos trabalha como voluntário em instituições sem fins lucrativos, o que torna o terceiro setor norte-americano o maior “empregador” da América.

Esses voluntários americanos não encaram o seu trabalho como caridade, mas sim como uma carreira paralela às suas atividades remuneradas, tornando-os conscientes quanto ao treinamento, à capacitação e à responsabilidade por desempenho e resultados. Acima de tudo, eles veem no trabalho voluntário um meio de acesso à realização, à autossatisfação e, principalmente, ao exercício da cidadania.

O indivíduo se torna uma pessoa criativa, decidida, solidária… É capaz de identificar um problema, arregaçar as mangas e agir. Outros, preferem atuar em grupos.

Se adentrarmos no campo filosófico, estudaremos as ações e as realizações humanas frente às exigências da dignidade e dos direitos de cada ser humano, e, principalmente, frente à promoção do bem comum.

A reflexão ética começa quando percebemos que a solução está nas atividades do próprio ser humano:

– O saber e a boa-fé;
– O modo de agir e de ser perante si mesmo e as outras pessoas;
– A responsabilidade para com o futuro, bem como o respeito pelo passado;
– A capacidade de atuar dentro de um correto sistema de valores;
– Ter coerência na maneira de ser e de agir.

A conduta ética nos propõe uma forma de viver fundamentada em valores, que são reconhecidos pela sociedade e pelos indivíduos. Valores esses recobertos de virtudes, e uma conduta virtuosa é aquela que:

– Não prejudica os outros e nem a si próprio (Buda).
– Deve ser justa para ordenar e harmonizar o todo.
– Deve ser forte para permitir que somente as paixões mais nobres predominem.
– Valoriza para que o prazer se subordine ao dever.

No Colégio Pentágono, ao nos preocuparmos com a vida dos outros, ao nos empenharmos por causas de interesse social e comunitário, estamos estabelecendo laços de solidariedade e confiança recíproca que nos protegem em tempos difíceis, deixam a sociedade mais integrada e nos tornam seres humanos melhores.

Darli Sandrin Cordeiro
Coordenadora do Voluntariado do Pentágono