Stop Motion no Oswald

Stop Motion no Oswald

Colégio Oswald de Andrade

18 Junho 2015 | 12h11

Técnica de animação motiva trabalho artístico colaborativo.

Os alunos entram em contato com diversas linguagens ao longo de sua escolaridade no Oswald, a fim de impulsionar diferentes possibilidades de criação artística. No Ensino Médio, os alunos podem optar por cursar Artes Visuais com ênfase em Audiovisual. No 1º ano, as turmas trabalham com a técnica de Stop Motion, logo nos primeiros momentos do curso. O Stop Motion, como linguagem e técnica, remete às origens do cinema, reunindo sequências de fotografias em criações que podem animar personagens ou ressignificar objetos.

Segundo o professor de Audiovisual, Marcel Hamed, as atividades com essa linguagem garantem uma transição entre a frente de Artes Plásticas, oferecida no Ensino Fundamental II, e o Audiovisual, cursada no Ensino Médio. “O Stop Motion permite que os alunos misturem técnicas que já conhecem, como pintura, escultura, colagem e montagem, além de ser uma boa introdução aos projetos com vídeos, que incluem a elaboração de roteiro, trabalho em grupo e o uso de suportes digitais”.

Stop Motion criado pelas alunas Isadora Barone, Luiza Moraes e Sofia Hart, no curso de Audiovisual para o 1º ano do Ensino Médio.

Na elaboração de vídeos de Stop Motion, os estudantes podem ampliar seus repertórios e se aprofundar em animação, que, erroneamente, ainda é considerada uma linguagem infantil. A criação de um vídeo de Stop Motion também possibilita uma grande personificação e exercita o poder de concentração, exigindo foco e paciência durante o processo.

Outro espaço no Oswald em que alunos entram em contato com o Audiovisual é no curso de Oficinas, onde são oferecidas as frentes de Documentário e Produção Audiovisual para Web. Nesta segunda oficina, que visa trabalhar os tipos de vídeos que circulam pela internet e as possibilidades de criação veiculadas em ambientes digitais, os alunos de 7º, 8º e 9º ano também se aventuram pelo gênero de Stop Motion.

7R0A4881

Nos encontros, os alunos puderam investigar produções de diferentes tipos, descobrir novas plataformas – como o Vimeo – e explorar linguagens interessantes para esses ambientes. Neste primeiro semestre, a linguagem que mais se destacou foi justamente a de animação e, consequentemente, de Stop Motion. Divididos em grupos, os alunos, orientados pelos oficineiros Daniel Mantovani e Lúcia Lima, também elaboraram projetos e roteiros e iniciaram a produção de vídeos de Stop Motion em um formato apropriado para a circulação online.

Antes de começar a produção propriamente dita, que inclui milhares de fotografias sequenciais, o grupo da Oficina recebeu os alunos de Audiovisual do 1º ano do Ensino Médio e ouviu sobre suas experiências com a técnica. “Foi muito interessante para os alunos assistir a uma produção de colegas de sua faixa etária, eles puderam discutir sobre as idéias que originaram os vídeos e as dificuldades que foram enfretadas durante o processo”, comenta Lúcia.

7R0A4922 copy

A troca entre as duas turmas também considerou as idéias que cada grupo teve para conceber os roteiros e vídeos. Os alunos discutiram suas idéias para a criação, as formas de narrativa, elementos estéticos e a distância entre a concepção e a realização final dos vídeos.

“A criação em grupo, ou o trabalho artístico colaborativo, é incomum na ideia de criação artística, que é normalmente individual, mas no ambiente escolar ele deixa de isolar o estudante-artista dos outros estudantes-artistas. O Stop Motion requer um trabalho realmente colaborativo, permitindo um diálogo com a concepção contemporânea de arte, em que os conceitos são tão, ou mais importantes, que o produto final”, conclui o professor Marcel.


 Stop Motion criado pelos alunos Matheus Martins e Joana Schwartz do 1º ano do Ensino Médio, na disciplina de Audiovisual.