O que as famílias precisam saber sobre alfabetização?

O que as famílias precisam saber sobre alfabetização?

Colégio Oswald de Andrade

03 Abril 2018 | 12h16

É um desafio para a escola envolver as famílias no processo de desenvolvimento de seus filhos. A comunicação deve ser constante e aberta, mas quando se trata de aprendizados que requerem um pouco mais de conhecimento pedagógico para a compreensão de suas etapas, é preciso ponderar: O que os pais precisam saber? Como traduzir o que estamos buscando nos processos de aprendizagem que promovemos?

Um dos mais delicados momentos na trajetória escolar das crianças é o período da alfabetização, haja vista que essa aprendizagem atua como um divisor de águas na vida de qualquer pessoa. Um aprendizado que deve ser garantido pela escola e acompanhado de perto pelas famílias. Neste momento, são muitas as questões de pais e mães sobre como auxiliar seus filhos neste processo e também sobre quais são as metodologias e práticas que a escola está aplicando para que a alfabetização ocorra. Então, o que as famílias precisam saber sobre a alfabetização?

No Oswald, como em todos os outros momentos, esta comunicação é feita de forma aberta e generosa. Cabe à equipe pedagógica da escola traduzir alguns conceitos e levar as famílias ao entendimento de um processo complexo, no qual elas têm um papel fundamental!

Pensando nisso, as Reuniões com famílias realizadas no início do 1º ano do Ensino Fundamental I assumem um tom informativo e muito cuidadoso para que sejam um espaço de formação e cumplicidade entre família e escola. A alfabetização, para nós, começa já na Educação Infantil e se desenvolve a passos largos na entrada do Ensino Fundamental. Entretanto, é nos momentos iniciais de escrita individual que pais e mães percebem a complexidade e profundidade de sua atuação para o desenvolvimento das crianças.

Antes das reuniões iniciais, o Oswald busca, por meio de formulários online, levantar algumas das principais dúvidas familiares sobre este acompanhamento: devo corrigir a lição de casa do meu filho? Devo marcar as palavras que estão com a grafia errada? Meu filho escreve com as letras espelhadas, isso é um problema? Estas questões estão latentes em quase todas as famílias da série, mas, o apanhado de perguntas por sala acaba direcionando a comunicação das professoras no momento de reunião para que seja ainda mais assertiva.

É preciso começar do começo, por isso, as professoras e a Coordenadora do 1º ano do Ensino Fundamental I, não poupam esforços para envolver as famílias neste importante momento escolar. São apresentados conceitos pedagógicos como “O triângulo didático”, as concepções de sujeito e criança adotadas pelo colégio, de pesquisadores como Jean Piaget e Emilia Ferreiro e também teorias sobre o sistema linguístico. 

“É importante que a família perceba que aprender a ler e escrever é, em alguma medida, reinventar a escrita, já que as crianças lidam com questões conceituais e não simplesmente questões motoras ou perceptuais. Aprender a ler e escrever  requer que a criança compreenda o que a escrita representa e de que modo ela representa”, comenta a coordenadora Rosane Reinert sobre este alinhamento com as famílias do Oswald.

     

Até mesmo algumas atividades de leitura ou produção com os pais e mães presentes acontecem, como forma de integração e apropriação dos conhecimentos que acabaram de adquirir sobre o assunto. Sendo assim, todo o processo de aquisição da língua escrita é explicado às famílias, nomeando as diferentes etapas de domínio e conceitualização da escrita, para que possam compreender em qual fase do desenvolvimento estão seus filhos.

O compartilhamento das expectativas de aprendizagem para cada uma destas etapas também é muito importante, dado que uma dúvida constante dos responsáveis é justamente o que esperar do avanço da criança. Cada uma das atividades habituais de leitura e escrita desenvolvidas em sala é contextualizada neste processo, buscando deixar claro para as famílias quais são os próximos passos e como aproveitar esta fascinante caminhada!