Projetos de Intervenção: vamos conversar sobre questões de gênero e sexualidade?

Projetos de Intervenção: vamos conversar sobre questões de gênero e sexualidade?

Colégio Oswald de Andrade

04 Setembro 2015 | 11h26

No contexto dos Projetos de Intervenção, um grupo de estudantes do 3º ano do Ensino Médio vem, desde o início do ano, pensando questões e estruturando ações no espaço escolar relacionadas a gênero e sexualidade. O plano de ação do Coletivo Quaerere (o verbo latino quaerere significa buscar, procurar saber, questionar, contestar e também desejar) envolve abrir espaços de debate – em sala de aula ou em outros lugares da escola – com alunos do Ensino Fundamental II e Médio. “Somos um grupo que preza pela equidade entre homens e mulheres e pelo pensamento crítico em relação ao mundo em que vivemos e como nele nos colocamos”, afirmam.

11224433_273051082865284_8968379429244957851_n

A primeira ação do grupo foi o desenvolvimento de um questionário com as perguntas que mais instigavam as alunas e alunos do grupo. “Como você se sente em relação à sua aparência?”, “O que você sabe sobre feminismo?”, “Você percebe uma diferença quanto ao tratamento e o peso das falas de homens e mulheres (tanto professores quanto alunos) em reuniões de classe?” foram algumas das questões colocadas para todos os estudantes da Unidade Cerro Corá.

7R0A7402

A partir dos resultados desse questionário, o grupo sentiu a necessidade de propor um outro momento para a discussão desses temas. O coletivo está organizando debates e oficinas para o Rupturas (confira a cobertura da última edição) – um dos projetos do Oswald para ampliar os espaços de aprendizagem -, que acontecerá de 15 a 26 de setembro. Na programação há atividades relacionadas a questões básicas sobre sexualidade com as turmas de 6º e 7º ano até temas como as diferentes vertentes do feminismo, os coletivos feministas em instituições de ensino e a discussão de gênero no Plano Municipal de Educação.

Acompanhe nossa cobertura!