Caçando descobertas em Paraty….

Caçando descobertas em Paraty….

Neste roteiro são desenvolvidos estudos relativos à preservação ambiental, patrimonial e cultural, com ênfase nas comunidades locais. ​Vivência com a Cultura Caiçara e foco no Turismo Sustentável que é uma opção para a manutenção da valorização da identidade desta população nativa. ​

Ofélia Fonseca

30 Maio 2017 | 14h32

Entre os dias 15 e 17 de Maio, os estudantes dos 6º e 7º anos viajaram para Paraty, com o intuito de aprender in loco um pouco mais sobre Ciências, Geografia e História.

O trabalho de estudo de meio tem como um de seus objetivos fazer as pontes necessárias entre o cotidiano presente e o passado, rolando pelos anos da História, ou seja, perceber o quanto o presente representa uma continuidade ou uma ruptura com o passado do qual nós somos herdeiros.

A possibilidade de conhecer diferentes ecossistemas brasileiros e as diferentes soluções encontradas pelas populações para viver nesses locais é muito importante na busca de uma visão onde o outro é um agente construtor de nossa identidade. Nesse espaço, o estudo direcionado de Ciências trouxe diversas informações sobre um meio tão diverso e rico.

A Geografia é o caminho e o instrumento que permitem estudar e compreender os lugares levando em consideração os possíveis aspectos, sentidos e significados. Portanto, quando nos dispomos a estudar a Geografia de um determinado lugar, estamos nos propondo estudá-lo de maneira bastante ampla que envolve estudos mais diversificados do que a mera localização e descrição de um local.

Desse modo, visando atender aos objetivos do estudo do meio, os estudantes desenvolveram, com muitos exercícios de análise e de observação, a capacidade de percepção do significado das aparências desses lugares.

O estudo do meio englobou uma “caça aos monumentos históricos”, uma jornada ao manguezal do Saco do Mamanguá, trilha para observar as diferenças entre a mata de encosta e a mata de restinga, pesca com os caiçaras, confecção de barquinhos, desenho de croqui da paisagem do centro histórico de Paraty e da vista da cidade a partir do forte, assim como oficinas com caricaturistas e colecionadores de moedas antigas.

Os estudantes adoraram a viagem e já estão ansiosos para o estudo do meio de 2018!

Carolina M. Bello, profª  de Geografia Ensino Fundamental