Ampliando o repertório das crianças com letras móveis

Thais Gonzales

18 Maio 2017 | 09h17

Para nós, adultos, ler é simples. Em um texto como este, rapidamente o cérebro assimila cada uma das letras, forma as sílabas e as palavras. Isso foi aprendido e não deve ser encarado como algo complicado.

 

O desafio da escola é justamente criar processos dinâmicos e criativos para ajudar as crianças a explorar esse novo universo, o da formação das palavras, depois, da leitura.

 

A aprendizagem da alfabetização pode acontecer de várias formas e por meio de diversos recursos. Entre outros materiais, o Colégio Novo Tempo utiliza as “letras móveis”.

 

A turma do infantil II começou a conhecer as possibilidades de formação de palavras, com as vogais e consoantes, utilizando esse recurso. Segundo a equipe pedagógica, é um caminho para aumentar o repertório dos alunos e facilitar o entendimento deles para esse novo conhecimento.

 

Se este é sempre um momento aguardado com alegria pelas famílias, é ainda mais empolgante para os próprios alunos. Aprender a ler é um marco na vida das crianças e, por isso, é tratado com muito cuidado e atenção na escola.