Lições de casa: responsabilidades da escola e da família

Lições de casa: responsabilidades da escola e da família

Colégio FAAP

09 Maio 2017 | 15h35

Dentre os grandes desafios para alunos e famílias, as lições de casa ocupam um lugar destacado no quesito conflitos domésticos.

Nestes tempos em que a maioria dos pais trabalha em período integral e os filhos têm agendas de adultos, o espaço que sobra para que as lições de casa sejam bem feitas e supervisionadas pela família se constitui em potencial campo de batalha: pais e filhos, exaustos, tendo que fazer mais um período de trabalho, numa atividade que exige concentração e tranquilidade.

Muitos pais que trabalham em dois períodos optaram por escolas em período integral para resolverem essa questão, outra parcela, por restrições na oferta desse serviço, ou pelo seu elevado preço, é lançada no desafio de buscar condições adequadas de estudar com seus filhos.

Uma ressalva, no entanto, deve ser feita com relação às escolas em período integral que, ainda assim, enviam tarefas domésticas. Nas raras exceções das provas em que o aluno, por insegurança, opte por estudar um pouco mais, é inadmissível que os estudantes tenham um terceiro período de estudo após oito horas na escola.

Considerando a aridez de certos conteúdos, a falta de critério na dosagem do volume de lições de certos professores, bem como sua inabilidade didática, a presença de um tutor se torna indispensável para a execução das tarefas domiciliares. Tais aspectos, por extremamente antipedagógicos, merecem uma atenção especial.

Ainda persiste uma espécie de doença educacional que pressupõe que a qualidade de uma escola é demonstrada pela sua capacidade de massacrar seus alunos com doses cavalares de tarefas: qualquer ação que penaliza não gera o prazer indispensável para a construção do conhecimento, apenas cria traumas que indispõem ao aprendizado e, além disso, acaba por gerar situações domiciliares de conflito pela incapacidade de se administrar a vida escolar extraclasse.

Fazer das atividades escolares em casa momentos de trabalho construtivo pode ser  a grande oportunidade de convívio mais próximo com os filhos, pode ser a geração de mais um espaço em que a presença da família reforce sua presença.

Sobre esse “espaço de trabalho familiar” voltaremos a falar mais uma vez, porque esse assunto merece muita atenção.

Na escolha de uma escola para os filhos é essencial que se faça a ponderação de todas as variáveis da vida escolar para que não se contrate uma fonte de atritos e de frustrações.

Professor Henrique Vailati Neto é diretor do Colégio FAAP – SP.
Formado em História e Pedagogia, com mestrado em Administração. É professor universitário nas disciplinas de Sociologia e Ciência Política. Tem quatro filhos e quatro netos.

Troque ideia com o professor: col.diretoria@faap.br