Celebrações pelo Ano Novo Chinês

Celebrações pelo Ano Novo Chinês

Colégio FAAP

29 Fevereiro 2016 | 17h20

Um dos pontos altos do evento foi a tradicional dança do dragão

Um dos pontos altos do evento foi a tradicional dança do dragão


Os alunos do Colégio FAAP, em mais uma de suas atividades extraclasse, comemoraram a chegada do ano 4714 – o ano do macaco no calendário chinês. Organizada pelo Instituto Confúcio para Negócios FAAP, a celebração ocorreu nesta semana com a participação também de estudantes de Ensino Médio de outras escolas convidadas.

Os alunos tiveram a oportunidade de participar de uma aula demonstrativa de chinês e conhecer a culinária, a caligrafia e a arte chinesa de cortar papel, além das técnicas de medicina daquele país, por meio de oficinas ministradas por professores nativos. O encerramento ficou por conta da tradicional dança do dragão, frequentemente vista em celebrações festivas pelo mundo inteiro. Os chineses acreditam que o dragão traz boa sorte às pessoas.

As alunas Maria Beatriz  Fragoso e Juliana Vicente participam do workshop sobre as técnicas de nós

As alunas Maria Beatriz Fragoso e Juliana Vicente participam do workshop sobre as técnicas de nós

O Instituto Confúcio para Negócios FAAP, instalado nos campi de São Paulo e Ribeirão Preto, tem por objetivo promover a língua e a cultura chinesa, oferecendo, além do estudo da língua, cursos de capacitação sobre a China e atividades culturais e artísticas. Todo o mês há atividades gratuitas, abertas ao público. A programação pode ser consultada no link: www.faap.br/institutoconfucio.

 

Mandarim: memorizar os caracteres é essencial

Uma das línguas mais faladas do mundo, o mandarim não é tão difícil quanto parece. A principal dificuldade encontrada no estudo da língua é o sistema de escrita, que não possui alfabeto e sim caracteres de diferentes formas. Veja as dicas dos professores do Instituto Confúcio da FAAP para aprender o idioma:

– memorize os caracteres e aprenda como escrevê-los, pois cada traço tem um sentido e uma ordem, além de uma pronuncia diferente
– escreva os caracteres todos os dias
– assista a filmes chineses para acompanhar como o nativo fala
– use a internet para buscar informações e recursos sobre a língua
– participe de atividades sobre a cultura chinesa e, dentro do possível, faça amizade com um chinês para treinar