A má educação financeira: uma das mazelas do capitalismo

A má educação financeira: uma das mazelas do capitalismo

Colégio FAAP

19 Junho 2017 | 17h32

Nesta Era do Conhecimento marcada pela ignorância e pelo excesso de informação, poucas carências são mais nocivas do que a do desconhecimento do próprio sistema capitalista. É chocante observar legiões de seres humanos, em todos os quadrantes da terra, sendo dizimados pelas ilusões e falácias do consumismo irracional, pela completa ausência de noções de finanças pessoais e do universo de interesses que ronda suas vidas.

A iniciação nesse tão importante cenário é tarefa a que nos propomos no Colégio FAAP, no Projeto Especial denominado “Inteligência Financeira”. Nessa ação, a Professora Silvye Massaini (professora de finanças da Faculdade de Administração da FAAP), conduz os alunos do Colégio a entenderem os grandes fluxos da economia, os papeis dos seus principais agentes, a compreensão de armadilhas e oportunidades do mercado e, a partir daí, organizarem e comandarem suas vidas financeiras.

Em tempos de consumismo irracional onde o real valor das coisas é contaminado pela propaganda, ensinar os jovens a pensarem financeiramente é tão vital quanto orientar suas futuras carreiras. Tal importância se confirma quando, desvendados alguns mecanismos mais amplos da economia, as aspirações vocacionais de nossos jovens ganham novas direções e, o que é mais importante, maior solidez na escolha final.

Quando pensamos em novos currículos para a educação brasileira, não podemos esquecer que, ao valorizarmos o item “atualidades” (de fato, conteúdo essencial para a sobrevivência humana), a educação financeira deverá ocupar um espaço nobre, mesmo que seja em detrimento de conteúdos tidos como “sérios”, pois tradicionais.

Num mundo lamentavelmente marcado pelo poder do dinheiro e suas seduções, devemos, desde a mais tenra idade, conscientizar nossas crianças a reduzir os bens materiais à sua devida dimensão e valor, o que implica, necessariamente, em não se submeterem à ditadura das marcas e modismos, sequelas mais evidentes dos tentáculos da propaganda de massas.

Professor Henrique Vailati Neto é diretor do Colégio FAAP – SP.
Formado em História e Pedagogia, com mestrado em Administração. É professor universitário nas disciplinas de Sociologia e Ciência Política. Tem quatro filhos e quatro netos.

Troque ideia com o professor: col.diretoria@faap.br

0 Comentários