Pinturas das Salas do Médio

Pinturas das Salas do Médio

Colégio Elvira Brandão

29 Maio 2017 | 11h00

Formação de educadores que aconteceu em uma das salas do Médio.

Em 2017, além das aulas, as turmas do Infantil ao Médio estão tendo 6 horas de aulas de projetos no currículo. Uma iniciativa que veio para desenvolver diferentes competências e habilidades. O primeiro projeto iniciado com os alunos do Ensino Médio é o “Entre memórias e registros – a pintura da sala de aula”. No ano anterior, eles já tinham feito intervenções nas paredes de formas livres mas, dessa vez, foi a hora de dar um significado.Para começar, o que é conceito? Esse foi o primeiro questionamento que os estudantes tiveram de enfrentar. Ao entender o real significado dessa palavra, eles então estavam prontos para iniciar o projeto. Em seguida, aprenderam sobre mapa conceitual, debateram sobre memória individual e coletiva e falaram bastante sobre afeto.

Multidisciplinar
Do processo de solidificação da base conceitual, fizeram parte vários educadores. O professor de História, Rafael Villares, trabalhou o aspecto da memória por meio de alguns pensadores e historiadores. A professora de Artes, Eloisa Remedio, por sua vez, trouxe manifestações artísticas do grafite, da pintura rupestre e do pixo, além de discutir a necessidade que o homem tem de fazer registros públicos. O projeto também integrou a equipe da Colmeia, formada por profissionais de diversas áreas, tornando todo o processo muito mais rico, com diversos olhares para um mesmo tema.

A pintura da sala ainda foi contextualizada, por meio de debates em aula, dentro do cenário que São Paulo está vivendo atualmente com relação a intervenções urbanas. Em uma saída pedagógica ao Beco do Batman, localizado na Vila Madalena, onde tiveram a oportunidade de refletir sobre o conceito de “arte” e como ela está presente no contexto da nossa cidade.

Trajetória e próximos passos
Juntamente com a parte teórica, foi costurada a parte prática. Os estudantes foram incentivados a expor como se sentiam enquanto grupo e a falar sobre o que tinham vivido juntos no Elvira, para, assim, chegarem a uma imagem que representasse essa vivência coletiva deles.

Nas próxima semanas, os estudantes e educadores darão seguimento a outros temas: Sexualidade, Panteras Negras e Energia. Esses temas foram escolhidos por educadores, mas a ideia é que os próximos sejam propostos pelos estudantes, que, após entenderem o processo e estarem mais maduros, poderão ter autonomia para escolher o que desejam estudar.