Projeto Ciranda do Livro do Colégio BAL propõe atividades prazerosas aos alunos

Projeto Ciranda do Livro do Colégio BAL propõe atividades prazerosas aos alunos

Carina Gonçalves

04 Março 2016 | 10h39

A leitura como ferramenta para o aprendizado

 

Por Carina Gonçalves – 04 de março de 2016

 


Ciranda do Livro4

A leitura quando se torna uma ação agradável vira hábito. E é exatamente o que acontece com os alunos do Colégio BAL, que participam mensalmente do projeto “Ciranda do Livro”, ao qual consiste na escolha de um título na biblioteca, feita pelo aluno e de acordo com a sua preferência, para leva-lo para casa e ler com a família.

 

Depois da leitura, o aluno registra em uma folha de atividade o que mais gostou da história, dos personagens e ilustrações, sempre expressando seus sentimentos e emoções por meio de narrações e até desenhos. Após a atividade feita em casa, o aluno compartilha com os colegas de sala suas experiências com o livro e seu contexto.

 

“A leitura é um recurso valioso e agradável para a predisposição ao aprendizado. Ao ler com a criança, o adulto deve encorajá-la em suas tentativas, ajudando-a sempre que for preciso. O mais importante é que a leitura seja uma experiência prazerosa para ambos”, comenta Vânia Lira, diretora do Colégio BAL.

 

Os alunos do Colégio BAL aguardam ansiosos pela escolha do livro que poderão compartilhar em família e, muitos deles, indicam outros títulos para os colegas lerem em outros momentos fora da escola.

 

Vejam nas fotos a felicidade dos alunos na escolha pelos títulos:

 

Ciranda do Livro

Ciranda do Livro2

Ciranda do Livro3

Ciranda do Livro6

Ciranda do Livro5

 


Dicas para incentivar a leitura desde cedo nas crianças:

  • Defina horário e local apropriados para a hora da leitura. As crianças, desde cedo, precisam perceber que o momento de estudo é importante e não pode ser negligenciado.
  • Desafie seu filho (a) a descobrir do que fala a história, apresentando-lhe o título e a ilustração da capa. É interessante que os nomes do autor e ilustrador sejam evidenciados.
  • Permita que a criança faça parte da leitura, ainda que não saiba ler convencionalmente. Por exemplo: vire páginas, comente sobre as imagens e os trechos que mais chamam a atenção dela no decorrer da história.
  • Ao final da leitura, pergunte se a criança gostaria de contá-la para você ou a alguém da família. Nesse momento, deixe-a expressar-se espontaneamente, permitindo que conte a seu modo, pois esse recurso lhe transmitirá segurança, além de favorecer a construção de uma postura leitora.
  • Convide seu filho (a) para fazer o desenho. Você pode ser o escriba, anotando nas linhas disponíveis tudo o que ele falou.
  • Incentive a criança a cuidar bem de seus livros e dos enviados pela escola. Desenvolver atitudes de responsabilidade para com os materiais de uso pessoal e coletivo é tarefa de todo estudante, e os pais devem ajudar nessa tarefa.