Matemática sem nó ou dor de cabeça!

Matemática sem nó ou dor de cabeça!

Carina Gonçalves

14 Setembro 2015 | 09h41

O resultado positivo de projetos lúdicos

 

Por Carina Gonçalves – 14 de setembro de 2015

 


Quanto é cinco vezes seis? Muito fácil né. E nove vezes oito ou vinte e seis vezes quatro? Está ficando complicado? Calma, o raciocínio lógico aplicado nas aulas de matemática pode ser tão divertido quanto uma partida de futebol ou vôlei, por exemplo.

 

No Colégio Bal os alunos vivenciam a alfabetização matemática nos primeiros anos de vida, ainda na educação infantil. Quando chegam ao ensino fundamental I já estão inseridos e familiarizados com os números, soma e divisão de pequenos problemas de fácil compreensão.

 

Para tornar as atividades ainda mais atrativas, os alunos participam de projetos lúdicos que agregam conhecimento, diversão e troca de experiência entre eles e os professores. “Criamos mecanismos de aprendizado por meio de jogos e complementos das aulas tradicionais de matemática com o objetivo de promover a compreensão total dos temas abordados. Nossos alunos nos surpreendem com a facilidade e habilidade com que aprendem.”, comenta Daniela M. Coelho, coordenadora pedagógica do ensino fundamental I, do Colégio Bal.

 

Na aula do 3º ano do ensino fundamental I, por exemplo, as turmas foram divididas em duplas e receberam uma tabuada com multiplicações e fichas com respostas. No momento combinado, eles tinham de colar os resultados no lugar correto. Vencia a dupla que completasse a tabuada corretamente.

 

“Adoramos esta atividade, pois além de aprender mais sobre os números e suas combinações, pudemos colocar em prática nosso conhecimento.”, comentou o aluno Gustavo Silva, de 8 anos.

 

“Ter participado deste projeto foi muito bom. Consegui assimilar rápido qual eram os resultados corretos por já ter praticado e aprendido nas aulas de matemática, que não é nada difícil.”, ressalta o aluno Guilherme Castro, de 8 anos.

 

Neste jogo, os alunos debateram entre as duplas as melhores possibilidades de respostas e com facilidade conseguiram concluir o projeto em poucos minutos, demonstrando que a disciplina é pode ser muito mais fácil, sem nó ou dor de cabeça, como muitos pensam. Confiram nas fotos abaixo:

 

Gutavo Silva e Guilherme Castro - dupla vencedora

Gutavo Silva e Guilherme Castro – dupla vencedora

fixação2

fixação3

fixação4

fixação5

fixação6

fixação7

fixação8

fixação9

fixação10

fixação11