EDUCAÇÃO INFANTIL E O ESPORTE: COMO? POR QUÊ? PARA QUÊ?

EDUCAÇÃO INFANTIL E O ESPORTE: COMO? POR QUÊ? PARA QUÊ?

be.Living | Educação Bilíngue

06 Agosto 2015 | 09h37

Educação Física

“O corpo é uma totalidade e uma estrutura interna fundamental para o desenvolvimento mental, afetivo e motor da criança.” Julian de Ajuriaguerra.

Baseada nessa ótica, concebo a educação física na educação infantil como educação de base, fonte estimuladora, estruturadora, estabilizadora e mantenedora do desenvolvimento integral da criança. O corpo para mim é o grande ponto de partida, é o maior e mais eficiente receptáculo dos estímulos externos, sejam eles sensoriais, afetivos, motores ou intelectuais.

É durante os anos da educação infantil que estimulamos, desenvolvemos, aprimoramos e sedimentamos o nosso alicerce psicomotor (a essência neuro, afetiva, motora, intelectual e social do homem de amanhã já está pronta) e tudo isso através desse corpo em movimento, interagindo com o ambiente que o cerca. Muitos estudiosos do desenvolvimento infantil como Henri Wallon, Jean Piaget, Erik Erickson, Lúria e Gallahue embora olhassem a criança de óticas diferentes logo constataram que do nascimento até os sete anos era a fase mais importante de toda vida do ser humano em todos os aspectos.

A aula de educação física sob a ótica psicomotora se justifica, na educação infantil, pois busca desenvolver as capacidades da criança a partir do corpo em movimento e da ação intencional.

É o corpo que fala, que elabora, organiza todas as suas experiências vitais. “(…) é fator gerador de respostas adquiridas, onde se escrevem todas as tensões e emoções que caracterizam a evolução psicoafetiva do ser humano” Vitor da Fonseca.

Para mim o movimento é inseparável do pensamento e da emoção, com nosso corpo expressamos diferentes estados de ânimo, o emocional influi nas posturas que adotamos, que por sua vez coopera na maneira como aprendemos, um está integrado ao outro.

Durante as aulas de educação física as crianças têm a oportunidade de vivenciar e explorar o seu corpo, assim estimulando o desenvolvimento psicomotor e os processos de aquisição de habilidades motoras fundamentais. Devo também salientar que a criança que não experimentar todas essas vivências de desenvolvimento e de apropriação de si, apresentará sequelas nas estruturas das que foram negligenciadas.

A educação física na sua práxis será um instrumento facilitador e enriquecedor do processo ensino-aprendizagem.

 

Ilci Miranda Aulicino – Professora de Educação Física

Mais conteúdo sobre:

be.Livingcorpoeducação física