Coisas D’Aqui: o trabalho com a Cultura Brasileira e língua portuguesa em contextos bilíngues

Coisas D’Aqui: o trabalho com a Cultura Brasileira e língua portuguesa em contextos bilíngues

be.Living | Educação Bilíngue

03 Dezembro 2015 | 14h23

conversa com IaraA be.Living é uma escola bilíngue brasileira e seus objetivos educacionais dialogam com os Referenciais e Parâmetros Curriculares Nacionais. Semanalmente as crianças participam de aulas de Cultura Brasileira para que valorizem a pluralidade do patrimônio sociocultural brasileiro.

Para isso, a instituição desenvolve o projeto “Coisas D’Aqui” com aulas ministradas em língua portuguesa pela Arte-Educadora e Contadora de Histórias Mafuane Oliveira. Todas as faixas etárias participam das aulas, para que durante o período da Educação Infantil conheçam progressivamente as manifestações populares do país através de diferentes linguagens: oral, corporal musical e escrita. O ponto de partida das atividades é o resgate da cultura popular brasileira, durante as aulas as brincadeiras cantadas e cantigas de roda estão sempre presentes com diferentes objetivos pedagógicos.

A mediação de leitura e narração oral de contos populares, em língua portuguesa também são práticas regulares do projeto. O pesquisador Ricardo Azevedo nos lembra no artigo Conto popular, literatura e formação de leitores, que “através das histórias temos a oportunidade de entrar em contato com temas que dizem respeito à condição humana vital e concreta,
 suas buscas,
 seus conflitos,
 seusparadoxos,
 suas transgressões e suas ambiguidades”. Além da ampliação do repertório cultural, é possível trabalhar valores éticos e a cultura de outros povos através das histórias, porque cada narrativa tem o poder de trabalhar situações concretas, utilizando o recurso da subjetividade.

Atualmente existem muitas propostas pedagógicas que trazem como ponto comum o incentivo e a promoção do bilinguismo. O projeto “Coisas D’Aqui” é um grande diferencial, no contexto de educação bilíngue por oportunizar que os estudantes mantenham uma relação prazerosa com a língua portuguesa, ao mesmo tempo, que garante o acesso aos bens da cultura do Brasil como herança cultural. No texto de divulgação da “Conferência Sobre o Ensino, Promoção e Manutenção do Português como Língua de Herança”, que acontecerá em Nova York em 2016; a ONG Brasil em Mente, organização cultural dedicada a promover a língua portuguesa e a cultura brasileira entre as famílias multiculturais que vivem no exterior, apresenta os inúmeros significados da palavra herança. Como a relação de herança genética, que forma o fenótipo de cada um de nós, a herança financeira quando perdemos um ente querido, e ainda um aspecto que todos vivemos, tenhamos ou não consciência disso, o da herança cultural, que também pode ser passada de geração a geração.

Pensar sobre isso e perceber em que dimensão os falantes do português no mundo podem se fortalecer e se empoderar pelo efetivo abraço e estudo da cultura brasileira é primordial para instrumentalizar e fortalecer nossos estudantes para uma mentalidade que valorize o multiculturalismo, o conceito de cidadãos do mundo, tanto nas crianças brasileiras quanto estrangeiras.  Evitando um bilinguismo limitado, separatista e que gere distancia entre as duas línguas.

Ciderela 3

Para potencializar ainda mais a iniciativa do projeto “Coisas D’Aqui”, anualmente a escola promove a Festa da Cultura Brasileira, intitulada em 2015 como “Quinta D´Aqui”, evento interno realizado no último dia 19 de novembro, apenas para as crianças. Todas as turmas participaram de um circuito de jogos com personagens do folclore e salas temáticas com brinquedos e adereços relacionados as festas populares estudadas pelas crianças no decorrer do ano como Festa Junina, Carnaval e Boi Bumbá. Neste dia até o cardápio foi diferenciado com receitas brasileiras: tivemos Feijoada do Saci, Água de Coco da Iara, Pão de Queijo da Cuca, Doce de Leite do Curupira. Tudo vira brincadeira. Através da ludicidade a escola oportuniza que as crianças relembrem seu processo de aprendizagem e fortaleça sua identidade nacional com experiências significativas.

Neste ano o produto final do projeto foi a gravação de um CD, entregue para cada família e equipe de professores. No CD as crianças interpretaram cantigas dos índios Guarani, canções de Dorival Caymmi, trava-línguas, cantigas da cultura afro-brasileira, cirandas do Norte e Nordeste inspiradas por Lia de Itamaracá, além das divertidas Brincadeiras Cantadas.

Esperamos que ao escutarem juntos, pais e filhos possam vivenciar por meio da Cultura Brasileira, os encantamentos da infância. Que valorize o multiculturalismo, pilar principal para exercício de uma cidadania global, tanto para crianças brasileiras, quanto para as estrangeiras aqui residentes.

Por Mafuane Oliveira

Professora de Cultura Brasileira Educação Infantil, idealizadora das atividades do projeto “Coisas D´Aqui”  da be. Living Escola de Educação Bilíngue.

boi bumba decoração feitra pelas crianças Conversa com a Cuca Narração Cinderela 2 Narração Cinderela Baiana Todas 054