Ensino bilíngue na prática

Ensino bilíngue na prática

caroline ropero

14 Agosto 2015 | 09h30

O domínio da língua inglesa é cada vez mais indispensável a qualquer pessoa. Nesse contexto, a criança que recebe o ensino bilíngue na escola consegue assimilar a nova língua com mais naturalidade e rapidez. “Quanto antes ela frequentar um ambiente que estimule o segundo idioma, mais fácil será seu aprendizado sem precisar de tradução”, afirma a coordenadora Érica Cardoso, responsável pelo PEC (Programa Educacional Complementar).

DSCF2255 - Copia DSCF2260 - Copia

O ensino e a prática do inglês precisam ir além da sala de aula. A introdução do idioma nas atividades do cotidiano é uma maneira natural e eficaz de expandir o vocabulário da criança. “A cognição depende fundamentalmente de experiências concretas e de percepção direta, proporcionadas pelo uso natural de uma segunda língua. Por isso, reproduzir as ações diárias dos alunos usando o vocabulário em inglês, ajuda a concretizar essa experiência”, explica a educadora.

DSCF2252 - Copia DSC_0275 - Copia

Na hora de escovar os dentes, por exemplo, os alunos do Ábaco utilizam a expressão “brushing teeth”. Essa ampliação do vocabulário ocorre também no momento da refeição, ao repetir o nome dos alimentos em inglês. Diariamente, a equipe pedagógica escolhe um ingrediente nutritivo, entre vegetais, legumes e grãos, para ensinar a nova língua e incentivar a alimentação saudável.

DSC_0272

Aqueles que participam da atividade recebem um adesivo para colar em uma tabela e, quando conseguem completá-la, são considerados Super Healthy! A brincadeira estimula a aprendizagem e torna o momento mais divertido.

DSC_0271