Atletas do Ábaco levam ouro nos Regionais

Atletas do Ábaco levam ouro nos Regionais

caroline ropero

05 Agosto 2015 | 12h52

Força, disciplina e dedicação são características de atletas que se destacam. É o caso das ginastas do Ábaco, que representaram São Bernardo nos Jogos Regionais. As alunas de Ginástica Rítmica estão desde o início do ano em treinamento intenso. No período letivo, o treino dura quatro horas por dia durante a semana, e de seis a oito horas no final de semana. Durante as férias, o tempo de trabalho dobra.

3 (10)

Todo esse esforço faz parte da rotina e não incomoda as meninas, que sonham em atingir seu maior potencial. Neste ano, já participaram de campeonatos regionais, estaduais e nacionais. “Quantos mais elas estiverem em competições, menores são as chances de errar no futuro. Só percebemos que evoluímos através dos resultados”, explica a professora de ginástica artística Christina Jacobine.

Na última semana, o conjunto recebeu ouro nos Jogos Regionais. “Ficamos nervosas por ser uma grande responsabilidade representar o município”, afirmou Mariana Mavalli, 13 anos, uma das atletas a disputar a categoria cinco fitas.

3 (35)

Laura Nascimento Oliveira, 10 anos, era a mais nova da competição e se destacou nas quatro apresentações, de corda, mãos livres, massa e bola. Ela levou duas medalhas de prata e uma de bronze. “Estou treinando há muito tempo, pois é um campeonato importante. Quero fazer isso para o resto da minha vida.” Segundo a treinadora, a jovem atleta tem personalidade forte e sabe o que quer. “É muito exigente com ela mesma. Fica nervosa dias antes da apresentação, mas aguenta a pressão na hora.”

DSCF4045 DSCF4834 DSCF4533DSCF5184

Foco, determinação e flexibilidade
Na opinião da professora Christina, o biotipo é um fator determinante para ser atleta. No entanto, o mais importante para na ginástica rítmica é a flexibilidade, facilidade de coordenação, base familiar, foco e determinação.

Todas essas características, Gabriela Damasio, 16 anos, tem de sobra. A aluna do Ábaco participou da série de cordas nos Jogos Regionais e ganhou medalha de prata. “Na hora da apresentação, rezo para que dê certo, pois sei que fiz tudo o que podia para me preparar”, conta a atleta, que iniciou no esporte há nove anos.

DSCF4403

Caroline Dioriol, 17 anos, foi prata na série de mãos livres. “Treinamos o ano inteiro para dar o nosso melhor naquele 1,5 minutos”, afirma a ginasta, que se inspirou em Daiane dos Santos para entrar no mundo das competições. “Hoje, a ginástica é minha vida.”

DSCF3861