Semana de renovação

Semana de renovação

Colégio São Luís Jesuítas

16 Agosto 2017 | 10h49

Início do semestre é marcado por seis dias de atividades que celebram os valores do Colégio São Luís  

Narrativa teatral sobre os 150 anos do Colégio São Luís

O segundo semestre do ano letivo foi inaugurado com a Semana Inaciana, que proporcionou uma imersão na história e nos valores do Colégio São Luís, em torno do tema “150 anos de atitude e responsabilidade”. Houve atividades pensadas para todos os segmentos de alunos, pais e colaboradores: palestras, teatro, álbum de figurinhas, passeios, entre outros.

No dia de Santo Inácio de Loyola (31 de julho), foi celebrada uma missa no ginásio, com acompanhamento do Coral São Luís e da Orquestra Acadêmica de São Paulo, e participação de alunos, pais, colaboradores e frequentadores da Paróquia São Luís Gonzaga.

Na terça-feira, duas atividades envolveram os estudantes em ações solidárias. As crianças do Fundamental I assistiram à narrativa das “Histórias dos 150 anos”, que de forma lúdica recontou alguns fatos e curiosidades desde a fundação do Colégio em Itu. Ao final do teatro, foram convidadas a preservarem os valores inacianos juntando moedinhas para doarem à instituição AACD.

Enquanto isso, alunos que participam de propostas de voluntariado promovidas pelo Colégio passaram nas salas do Ensino Fundamental II e Médio para contar sobre suas experiências. Um grupo faz visitas semanais ao Hospital das Clínicas, outro participou em julho da missão urbana (num centro de crianças do Fé e Alegria e numa casa de acolhimento a moradores de rua) e um terceiro viajou em junho ao Pará, numa iniciativa de troca de conhecimentos e valores com uma comunidade ribeirinha do rio Arapiuns.

Visita ao antigo CSL em Itu

A terça ainda ficou marcada pela entrega dos álbuns “150 anos em figurinhas”, que fizeram sucesso imediato com as crianças do Infantil e Fundamental I. Na quarta-feira, os alunos de 1ª e 3ª séries do Ensino Médio visitaram o Colégio São Luís em Itu, atualmente um quartel do Exército, e a 2ª série passeou na Vila Kostka, em Itaici, um local que hoje se destina a retiros e encontros religiosos.

Quinta foi dia de formação política prática dos jovens líderes do diurno e do noturno na Vila Gonzaga, um grupo composto por 155 alunos que são representantes de sala ou participam do grêmio estudantil. Eles aprenderam como formular um projeto a ser apreciado e votado no Conselho de Representantes. Também simularam o funcionamento das assembleias e participaram de dinâmicas que proporcionaram muito aprendizado. A formação foi inserida na Semana Inaciana por alinhar-se ao lema de “Ser mais para os demais”.

Sexta houve uma manhã musical. Enquanto as crianças do Fundamental I estavam na Humanística para conhecerem e cantarem canções que celebram os valores e alegria inacianos, os estudantes do Fundamental II desafiam-se no Intervalo Musical, com um palco montado no meio do Pilotis. Houve quem tocasse teclado, violão e cantasse.

Também foi um dia de palestras. Os estudantes do 6º ao 9º ano conheceram a história de Felipe Ventura, empreendedor social e voluntário da AACD que começou sua atuação aos 8 anos, quando pediu aos pais para levá-lo ao SBT, a fim de doar seu cofre de moedas para o programa Teletom. Já os alunos do Ensino Médio inspiraram-se no exemplo de Gabriele Garcia e Felipe Brescancini, fundadores da ONG Think Twice Brasil.

 

 

No sábado, a Semana Inaciana teve um “grand finale”, com a Festa dos Alunos, que fez parte da programação comemorativa dos 150 anos do Colégio São Luís. Pela manhã, realizou-se um show do grupo Palavra Cantada para alunos e famílias da Educação Infantil e Ensino Fundamental I. Um “Sábado de Aventura” foi a proposta da Festa dos Alunos para o Fundamental II. Os estudantes se acabaram de tanto pular, girar, jogar e se desafiar nas atrações espalhadas pelo ginásio, quadras e pilotis. À noite, a Balada dos 150 anos reuniu alunos do Ensino Médio com muita música boa, tocada por DJs. O enorme Salão Santo Inácio ficou pequeno diante de tanta alegria, entusiasmo e amor ao Colégio que os estudantes manifestaram.