Projeto “Era Uma Vez” incentiva a formação de novos leitores

Projeto “Era Uma Vez” incentiva a formação de novos leitores

Colégio São Luís Jesuítas

07 Dezembro 2015 | 12h05

Contos de encantamento são histórias que revelam valores humanos fundamentais que se atualizam cada vez que essas narrativas são contadas ou lidas. Esse gênero textual consegue envolver a criança, estimulando sua criatividade e imaginação e favorecendo novas aprendizagens, além de promover uma melhor escrita e o desenvolvimento da capacidade crítica.  Com esse propósito, foi desenvolvido pelo segundo ano consecutivo o projeto “Era uma vez”, pelas professoras do 2º ano do Ensino Fundamental I do Colégio São Luís, com o intuito de despertar a curiosidade do aluno e incentivar a leitura.

Para a professora Fernanda Verdasca “O projeto começou em maio e os alunos foram convidados a ouvir histórias sobre contos de encantamentos. Após a leitura, eles reescreveram as histórias em netbooks nas aulas de informática. Com isso, os alunos aprendem a ler com mais autonomia, a produzir textos e, dentro dessa produção, eles aprenderam a usar parágrafo, ponto-final, ponto de exclamação, travessão e dois-pontos”, conta.  “É um projeto em que as crianças se apropriam da característica do gênero, trabalham a habilidade de produzir textos e apresentam diversas obras para ampliar o repertório”, acrescenta a professora Karina Blanco.

Segundo a aluna Valentina França Taniguchi Marques, “acho o projeto ‘Era Uma Vez’ muito interessante. Adorei poder pegar livros na biblioteca e reescrevê-los. Usamos um netbook e inventamos várias histórias novas. Todos participaram, ninguém ficou de fora. Amei também fazer o livro e os desenhos no final. Eles ficaram lindos!”

Trabalhando com os contos de encantamento, os alunos construíram e reconstruíram significados para as histórias e desenvolveram o prazer pela leitura.  O projeto se encerrou com a apresentação às avós, que foram convidadas para participarem do “Chá das Avós”. No encontro, eles entregaram os livros confeccionados por cada turma, contaram histórias e ouviram suas avós também narrarem alguns contos.  “Remetendo aos contos, à infância, a primeira coisa que nos vem à cabeça é a avó, então resolvemos trazê-las à escola. Muitas ficam emocionadas em participar da vida dos seus netos”, explica a professora Ana Lúcia Cheda.

DSC_2869

Para a Tereza Taniguchi Masques, avó da Valentina Taniguchi, participar da educação da neta é algo importante. “Esse ano está sendo maravilhoso, porque estou tendo a oportunidade de acompanhar de perto a educação da minha neta, e isso é um prazer enorme. Além disso, eu nunca havia participado de nenhum chá da avó, estou me sentindo lisonjeada. Esse evento serve para as crianças saberem que as avós também existem, estão presentes, e que estamos aqui os apoiando e também incentivado o hábito da escrita e da leitura”, diz.

Maria Lurdes Martins Alves, avó da Maria Luísa Martins Alves Correa, considera a iniciativa do Colégio São Luís em promover esse evento muito importante para a integração da família. “É fundamental os alunos nessa idade trabalharem com textos, principalmente com gêneros diferentes. O ato de despertar a vontade e a curiosidade de escrever é necessário. Fiquei muito emocionada de ver minha neta lá na frente contando histórias. É essencial a criança aprender não só a contar mas também a ler e escrever como eles fizeram.”

Já a aluna Samanta Nutti Machado lembrou que a apresentação foi inesquecível. “Nós reescrevemos contos sozinhos e eu adorei!  Compartilhamos histórias uns com os outros e a parte mais divertida foi a apresentação para as avós. Nós cantamos, dançamos, inventamos e ainda houve um chá no final. Deu para ver que elas ficaram muito contentes”, conclui.

Sabia mais no link :  https://www.youtube.com/watch?v=tFrGaE9-rEs