No cuidado e na vivência coletiva novas formas de aprender

No cuidado e na vivência coletiva novas formas de aprender

Colégio Santa Maria

29 Novembro 2017 | 07h30

Autoria: Maria Galvão e Denise Maria Guain Teixeira

 

Cuidar, abraçar, acolher, sentir, trabalhar junto com o outro…

Por meio da interação com as crianças da creche Nossa Senhora Aparecida e da Vila Nicarágua, os alunos do 4º ano do Colégio Santa Maria colocam  seus conhecimentos em prática, são desafiados nas suas ações, aprendem sobre as relações com os pequenos e constroem valores de cooperação, solidariedade, respeito ao outro.

O objetivo do Projeto de Inserção Social é oportunizar contextos e vivências que remetem as crianças a situações de partilha, buscando fortalecer a cultura da solidariedade, o cuidado com o outro e o respeito à diversidade. Em contato com as crianças da creche, os alunos observam a organização dos pequenos, a escuta ativa para realizar a atividade planejada, a concentração no fazer, a criatividade e envolvimento na proposta e estas práticas trazem novos aprendizados para eles.

Ao participar desse Projeto, os alunos modificam sua maneira de ver e sentir o mundo. Isso porque eles começam a enxergar além do seu meio social, visualizam outras realidades e suas demandas e começam a trabalhar sua sensibilidade para entender os problemas sociais. Nesse processo de sensibilização, ocorre a prática de empatia. Eles se tornam mais sensíveis para perceber as dificuldades dos outros e poder se colocar no lugar deles.

Por outro lado, esta mesma situação também oferece uma riqueza de trabalho com a linguagem. Os pequenos, que ainda não conseguem expressar sua fala de forma coerente e clara, estão recebendo modelos dos alunos mais velhos para imitarem. Além disso, a criança pequena sente-se confortável na parceria com uma criança maior, pois esta considera-a como uma interlocutora, que apesar de não saber muitas coisas, pode ser uma grande amiga nas brincadeiras.

Foi gratificante ver o empenho e dedicação que todos os alunos do 4° ano tiveram para organizar a visita. Planejaram as atividades que fariam com as crianças, quais materiais iriam levar para interagirem e proporcionarem uma experiência enriquecedora para os novos amiguinhos que iriam conhecer. Nesses momentos de preparação, eles se doaram e fizeram tudo com muito amor, sempre com a preocupação de darem o melhor de si, externando um impulso fundamental ao ser humano: a vontade de colaborar, de ajudar, de dividir alegrias, aliviar sofrimentos e de melhorar a qualidade da vida em comum.

Com certeza essas experiências foram enriquecedoras para as duas partes. As crianças da creche ficaram encantadas com os novos colegas que levaram um sorriso, um abraço apertado e muito, muito amor.  E eles, os alunos do 4º ano, voltaram com o coração transbordando de felicidade e com a certeza de novos aprendizados e percepções diferentes sobre suas vidas.  Este é um aprendizado que, com certeza, a criança levará vida afora, para as mais diversas situações que lhe forem apresentadas.