Roliúde City

Roliúde City

COLÉGIO SANTA MARIA

15 Janeiro 2018 | 07h30

Autoria: Sergio Seixas

 

“Roliúde City”, adaptação escrita pelo professor Sergio Seixas a partir da obra “Tribobó City” de 1971 da consagrada dramaturga Maria Clara Machado,  foi o texto escolhido esse ano para a finalização do curso de Teatro no 6º ano do Santa Maria.

Em um novo contexto, de nossa brasilidade, a história se passa numa pequena cidade do interior da Paraíba, Roliúde (o título foi inspirado no município de Cabaceiras, PB, a Hollywood nordestina, por conta das tantas locações feitas pelo cinema nacional nessa cidade). Explorados pelo corrupto prefeito Gedemar White e sua gangue, o povo da cidade passa a exigir seus direitos diante dos conflitos apresentados na trama. Na linguagem da comédia, o público envolve-se e identifica-se com personagens simples e humildes, ingênuas e engraçadas, fortes e determinadas, com muita graça e leveza.

Em meio a diálogos leves encontram-se valores humanos, éticos e morais, por vezes abandonados no mundo contemporâneo, mas resgatados com grande destaque na peça. Qualquer semelhança com o momento político, econômico e social pelo qual o Brasil passa NÃO é mera coincidência!

A proposta de trabalho, vinculada à temática do projeto desenvolvido no 6o ano, pretende revelar e reforçar as funções social e política do Teatro. Com sua multiplicidade de linguagens, o fazer teatral proporciona ao público uma reflexão sobre muitas questões que vêm ocorrendo  em nosso país.  O texto propõe o exercício da cidadania e o despertar do senso de coletividade, de ações efetivas que nos permitam ser mais fortes e atuantes na sociedade.

Mas para isso, é preciso sair do mundo mágico dos palcos e acordar nos palcos da VIDA! Como espectadores que todos somos, precisamos nos levantar das poltronas das plateias, voltarmos às nossas realidades, levando importantes reflexões que provoquem ações efetivas em nossas vidas e na sociedade em que vivemos.

Mais conteúdo sobre:

Colégio Santa Maria