A paixão pelo futebol e seus desafios na prática

A paixão pelo futebol e seus desafios na prática

Colégio Santa Maria

05 Setembro 2017 | 08h00

Autoria: Marcos Malaquias e Moacir Passos

O treinamento do futebol de campo é inserido para os alunos a partir do 6º ano no Colégio Santa Maria. Eles iniciam o treinamento em êxtase, achando que sabem tudo da modalidade, até o momento em que o planejamento é colocado em prática nas aulas e percebem que o esporte é mais complexo do que pensavam e viam na televisão ou praticavam em momentos de lazer.

O primeiro aspecto a ser desenvolvido é a disciplina. O aluno deve fazer aula sempre uniformizado, ser pontual, seguir os combinados diariamente. Em seguida, vem o respeito com os colegas, professores e funcionários da instituição, principalmente em relação à individualidade de cada um.

Por fim, a aplicação tática, técnica e física.  Pedimos para o aluno dar 100 % do seu potencial nos treinos, porque na hora de um jogo amistoso ele sempre perderá uns 25% do seu potencial levando em consideração as questões psicológicas e emocionais, como nervosismo, ansiedade, cansaço, que geralmente surgem num momento de disputa.

Normalmente é a paixão pelo futebol que mobiliza os alunos para participarem desta modalidade esportiva em que muitos até sonham em ser jogadores profissionais. É muito comum no começo das aulas, comentarem sobre o desempenho do seu time de coração, sobre os pontos do cartola, passes “geniais” que marcaram os campeonatos do momento e que são televisionados, o jogo do fim de semana em seu condomínio, clube etc.

Drible, passe, lançamento, marcação, deslocamento, chute ao gol, defesa, aproximação, cruzamento, cabeçada, domínio, lateral, tiro de meta, pênalti, gol… tudo isso faz parte do nosso dia a dia, e proporciona um conhecimento e valorização do trabalho em equipe, além de criar um vinculo de amizade e companheirismo que só quem o pratica sabe como é.