O sucesso da adaptação escolar também depende, e muito, dos pais…

O sucesso da adaptação escolar também depende, e muito, dos pais…

Colégio Santa Maria

15 Fevereiro 2017 | 09h52

Autoria: Fernanda Lugatto

Despedir-se do filho pequeno na porta da sala de aula é um momento bem difícil para qualquer mãe ou pai. Ouvir o choro angustiado, reconhecer o olhar inseguro, negar ao pedido insistente de “Fica, mamãe! ”… e, mesmo assim, respirar fundo e deixá-lo ao cuidado dos educadores, requer muito esforço.

Um esforço que envolve primeiramente confiança pela instituição escolhida e pelos profissionais que lá atuam.

Confiança que se constrói dia a dia, mas que teve início no primeiro contato entre pais e professores, na primeira reunião de pais, ainda em janeiro.

Vínculos que iniciaram ali, começaram a ser fortalecidos no período de adaptação e serão consolidados ao longo de todo o ano, a partir da alegria expressa pela criança ao ir ou voltar da escola, com os comentários feitos por ela, com o desenvolvimento e crescimento tão evidentes, com as aprendizagens manifestas, com o portfólio de trabalhos revelando quão rica é a rotina escolar.

Mas vale ressaltar que, para que estes vínculos de confiança sejam bem construídos e os pais possam atuar de maneira tão colaborativa, como fizeram no período de adaptação, é importante que participem de todos os momentos de trocas com os educadores e grupo de alunos, como reuniões, eventos da série, celebrações etc. Enfim sintam-se parte deste processo tão importante que envolve a educação de seus filhos.

Enfim, a todos os papais e mamães que conduziram aqui no Colégio Santa Maria o período de adaptação com tanto carinho, respeito ao trabalho dos professores e cooperação, os nossos “parabéns” e “muito obrigada!”.