O jogo simbólico e a construção do conhecimento

O jogo simbólico e a construção do conhecimento

COLÉGIO SANTA MARIA

09 Maio 2018 | 08h30

Autoria: Cibele Simões

 

“O que as crianças aprendem não ocorre como um resultado automático do que lhes é ensinado. Ao contrário, isso se deve em grande parte à própria realização das crianças como uma consequência de suas atividades e de nossos recursos. É necessário pensarmos sobre o conhecimento e habilidades que as crianças constroem.” – Loris Malaguzzi

 

Ao participar de Jogos Simbólicos as crianças podem vivenciar diferentes papéis e emoções, trocar ideias e solucionar conflitos com seus pares. Jogar e Brincar exige operar ações de se relacionar e repetir para aprender a decifrar, interpretar e produzir sentidos que implicam na formulação de hipóteses, tentativas e verificações exatamente como fazem os adultos “no mundo real”.

 

Dessa integração emerge a alegria e o interesse da criança em aprender, a tomar decisões singulares no coletivo como experiência de um pensamento, aprendendo a operar múltiplos sentidos pelos muitos modos de linguagens.

Ser brincante implica uma experiência de linguagem exigente e interpeladora, pois quando oportunizamos às crianças essas vivências, elas elaboram novas interpretações, rupturas e religações com o mundo que a cercam.

 

Neste brincar simbólico as crianças vivenciam e aprendem. Brincar potencializa a inventividade e o raciocínio para a resolução de problemas da vida cotidiana.

 

Acompanhem o envolvimento das crianças nas imagens abaixo! Momentos de brincar, viver e aprender!

 

“Vamos fazer compras e fazer uma festa de aniversário para o Enzo” –

Henrique e Maria Luiza, 5 anos

 

“Tenho que contar meu dinheiro e ver se dá para comprar tudo isso” –

Lorena, 5 anos

 

“Quanto custa este?” – Enzo, 5 anos

 

“Moça, qual vai levar hoje?” – Gabriel, 5 anos