Movimento: primeiro contato da criança com o mundo

Movimento: primeiro contato da criança com o mundo

Colégio Santa Maria

02 Setembro 2015 | 10h14

Alunos do Pré do Santa Maria executam diversas atividades para conhecer e explorar o próprio corpo plenamente 

0209_foto2

O movimento é a primeira forma de interação da criança com o mundo. Desde que está na barriga, o bebê tem sensações dos movimentos externos e não é à toa que, ao nascer, gosta de ser embalado com movimentos leves e delicados. É por meio dele que a criança conhece o mundo em seus primeiros anos de vida, explora possibilidades e ganha confiança e autoestima.

Dessa forma, é imprescindível que o movimento esteja presente no currículo, principalmente e com mais frequência, nos primeiros anos de escolarização. Por meio do movimento e dos sentidos, a criança internaliza sensações, que pouco a pouco, são transformadas em percepções, culminando na aprendizagem.

O corpo faz parte da aprendizagem na Educação Infantil. É através dele que a aprendizagem acontece. A tão famosa “postura de estudante” dessa faixa etária deve considerar essa característica tão fundamental, ou seja, deve incluir o autoconhecimento, o uso adequado do corpo nas diferentes situações.

Assim, devemos desenvolver vários desafios corporais, como realizar trajetos que envolvam pular, agachar, rastejar, subir, descer, se equilibrar, administrar força, dentre muitos outros, assim como pular corda e, é claro, participar de uma trilha, já que temos esse privilégio no Santa Maria.

02092015_5 0209_fotopaty

Uma criança que começa a escrever no papel antes do tempo adequado demora muito mais tempo para adquirir um traçado legível e regular, além de deixar de ter experiências fundamentais para sua faixa etária, do que aquela que teve várias possibilidades de exploração do próprio corpo no espaço. Esta, ao começar a ter experiências de escrita gráfica, adquire rapidamente o controle dos traços, assim como a organização do espaço gráfico.

Em todos os componentes curriculares, é fundamental que o movimento esteja presente e associado a tarefas gráficas quando estas forem introduzidas na vida escolar. Andar sobre algarismos e letras, representá-los com o corpo, confeccioná-los com massinha, assim como modelar figuras humanas, animais ou qualquer outra figura, tem um papel fundamental no desenvolvimento da praxia fina.

Enfim, com todas essas possibilidades de exploração e conhecimento do próprio corpo, os alunos do Pré estão se desenvolvendo de forma integral, de acordo com as necessidades da faixa etária, o que é fundamental para que a aprendizagem aconteça de forma harmoniosa e sólida.

  02092015_1 02092015_2 02092015_3 02092015_4