Linguagem musical: imaginação, corpo em movimento, audição e sensibilidade aguçadas

Linguagem musical: imaginação, corpo em movimento, audição e sensibilidade aguçadas

Colégio Santa Maria

16 Setembro 2015 | 11h54

  Num dia em que os alunos do Jardim II F do Santa Maria estavam agitados, brincando com vários materiais e falando ao mesmo tempo, a professora os alertou para que percebessem os sons que produziam e relatassem como se sentiam nesse ambiente

O passo seguinte foi refletir sobre as sensações que esses ruídos transmitem. Para que apurassem a percepção dos sons, o grupo saiu caminhando pelos diferentes espaços do Colégio, em silêncio, procurando identificar e discriminar os sons dos ambientes: parque, bosque, quadras…

À medida que reconheciam sons de pássaros, vento, ruídos de veículos ao longe, vozes de outras crianças, a chuva fina, falavam uns aos outros …

– Escuta, um passarinho! (Manuela)

– Olha o barulho do vento. (Beatriz Gurgel)

– A chuva caindo na árvore…(Enrico)

Ao retornar para a classe, a professora propôs que registrassem os sons percebidos e relatassem suas sensações. Os desenhos procuram representar movimentos, o vento nos cabelos, a chuva caindo, os pássaros.

Figura 1

1609_figura 1

Musicalização

As crianças escutam, percebem e sentem os diferentes sons e se deixam guiar pela imaginação e pelas sensações que os sons lhes comunicam e expressam seus sentimento representando-os em outras linguagens.

Ao som da música Pezinho na Barca, interpretando a letra buscaram elementos para representar os sons e a melodia: um pedaço de tule reproduziu o vento, a panela, o timão do barco, “chocalhos” com caixa de pizza reproduziu a chuva, batidas na lata o trovão, e assim o universo sonoro se materializa e as crianças se encantam.

– Põe de novo, mais uma vez.

Figura 2

1609_figura 2

Essas representações são os significados que dão sentido ao fazer musical e formam as aprendizagens de ritmo, percepção da intensidade do som, a duração e, além de tudo, desenvolvem o gosto pela música.

Brincar com a música e o movimento é prática cotidiana dos alunos do Jardim II, seja por propostas dirigidas ou atividades mais lúdicas A música é a linguagem estruturada em som e silêncio, que permite à criança ouvir e identificar sons e ritmos, saber que um som pode ser alto ou baixo, curto ou longo, forte ou suave.

Uma atividade como essa promove as habilidades de ouvir e discriminar, perceber e identificar diversas manifestações sonoras e produções musicais.

Brincar de imitar e reproduzir canções, sons e suas representações permite ainda a percepção do espaço e tempo. A variedade dos desenhos leva a avaliação de como são diversas a interpretação e a representação de uma mesma música. Cada criança ressaltou elementos únicos que foram mais significativos para ela.

 

Figura 3

1609_figura 3

Os alunos do Jardim II F ainda criaram o cenário musical em conjunto, compondo uma paisagem rica em cor, formas e interpretações.

Momentos como este, de descontração e alegria, enriquecem as aprendizagens favorecendo novas conquistas, como escutar e qualificar o que é ouvido, produzir sons, acompanhar a canção com instrumentos ou objetos aleatórios e ritmo corporal, ou seja, a vivência da linguagem musical.