Educação Física na EJA

Educação Física na EJA

COLÉGIO SANTA MARIA

28 Fevereiro 2017 | 07h30

Autoria: Gustavo Winther

 “O físico adulto não é imutável ou um amontoado de partes. Está em constante movimento e forma um sistema integrado com o ambiente e a cultura, tal como o infantil”  – Marcos G.Neira                                                                                                                                                       

 

Quando nos movimentamos, expressamos uma série de significados da cultura em que estamos inseridos. Sejamos nós crianças ou adultos, carregamos conosco sinais constituídos e revelados a partir de nossos hábitos, experiências e formações corporais.  As interpretações desses sinais corporais são imprescindíveis para a construção do trabalho pedagógico, tornando-se ferramenta essencial para a leitura da cultura corporal no campo da Educação Física.

O componente curricular Educação Física tem como principal foco o trabalho com a cultura corporal, que se expressa por meio de práticas e conteúdos tais como: jogos, ginástica, esporte, dança e demais atividades, contemplando o movimento do corpo e a consciência do mesmo. Essas manifestações culturais, produzidas e reproduzidas no ambiente escolar, têm como objeto de estudo e fator estruturante no programa da disciplina, os diálogos estabelecidos entre a cultura corporal e as proposições intencionais de movimento humano.

É sob essa perspectiva que os alunos da Educação de Jovens e Adultos – EJA –  têm a possibilidade de adquirir e construir conhecimentos em torno da cultura corporal, com vistas à compreensão, transformação e reflexão sobre suas realidades físicas em consonância com diferentes práticas corporais, desenvolvendo potencialidades e construindo competências relacionadas a aspectos afetivos, sociais e cognitivos.

2802_IMG_20170204_153351749 2802_IMG_20170211_141233630

Ao participarem das aulas de Educação Física, além de combaterem o sedentarismo e cultivarem as práticas corporais, os alunos têm a oportunidade de se socializarem, estabelecer parcerias, desenvolver a consciência de grupo, resgatar memórias corporais e regionais da infância e minimizar os efeitos do estresse semanal a que estão submetidos na cidade onde vivem.

Neste início de bimestre, estamos fazendo uma recuperação no condicionamento físico através de caminhadas pela área verde e quadras do colégio, corridas intervaladas e descobrindo como pular corda individual e coletiva. Depois, partimos para os exercícios de resistência muscular localizada como: abdominais variados, agachamentos e flexões. No final da primeira parte da aula, encerramos com alongamentos musculares para melhorar a flexibilidade e aliviar tensões indesejadas.

Na segunda parte da aula, partimos para os esportes com a iniciação pedagógica dos fundamentos do badminton, tênis de mesa e do voleibol. Através dos exercícios didáticos os alunos têm desenvolvido suas habilidades, conseguindo assim, incluir-se e participar satisfatoriamente dos jogos coletivos.

Abaixo, o depoimento da aluna Nilda Basilio da Silva:

CARTA