Dicas de Física para vestibulandos

Colégio Santa Maria

17 Novembro 2017 | 07h30

Autoria: Rafael Correa

O tão aguardado mês de Novembro chegou. Apesar de ser um mês que antecede as festas de fim de ano, acaba sendo um período de muito trabalho para os alunos da 3ª série do Ensino Médio do Santa Maria. Semana de provas bimestrais, provas finais, as últimas aulas com os amigos de infância, resultados finais, recuperações…. e, talvez o mais temido, os vestibulares.

Esse é o momento em que muitos alunos procuram os professores para saber de dicas, conselhos, ajuda. Enfim, eles querem todo o suporte possível para enfrentar essa nova etapa da vida estudantil. Sendo assim, seguem algumas dicas sobre a Física no mundo dos vestibulares.

Em diversas pesquisas informais de televisão, internet, sobre a matéria a mais temida pelos vestibulandos, a Física sempre fica entre as três mais votadas. Mas será que isso é motivo para desistir dela numa avaliação? Como podemos nos organizar dentro desse mundo complexo? Será que é possível se preparar para todos os vestibulares ao mesmo tempo?

Basicamente, a Física que é abordada nos vestibulares é conhecida como a Física Clássica, período que corresponde a elementos da Grécia Antiga, como as ideias de Arquimedes, até os conceitos do Eletromagnetismo, no final do século XIX.  Em alguns momentos, podem aparecer questões (poucas, por sinal) que envolvem a Física Moderna, abordando principalmente os trabalhos de Einstein. Em geral, a Mecânica corresponde a 40% das possíveis questões, seguida de 30% de Eletricidade e os outros 30% envolvendo Óptica, Física Térmica, Ondulatória e Física Moderna.

A abordagem sobre os temas não segue um padrão fixo. Alguns vestibulares gostam de trabalhar a parte mais conceitual, outros preferem a abordagem analítica, com uma boa precisão matemática, outros seguem a linha da contextualização e interdisciplinaridade. Assim, não existe uma receita para esse universo de possibilidades. Entretanto, o que podemos fazer é apresentar algumas dicas de como se preparar e encarar essas questões na prova.

Começando pelo enunciado. Uma dica é sempre fazer pelo menos duas leituras. A primeira para refletir sobre o problema mencionado, destacando a área da Física que será abordada. A segunda leitura serve para retirar as informações do enunciado. Nesse momento, monte uma lista com os valores e as grandezas destacadas, sempre com as suas respectivas unidades de medidas.

Antes de começar a montar os cálculos, verifique se as unidades de medidas estão adequadas para as possíveis fórmulas que serão utilizadas. No momento dos cálculos, busque a organização dos passos matemáticos, pois em caso de erro, fica mais fácil e rápido de corrigir.

Se você sentir que está demorando demais para resolver a questão, deixe para depois e busque fazer as outras. Sempre é bom dar uma parada para que novas ideias e conceitos esquecidos possam aparecer na memória.

Nas questões conceituais, tome cuidado com algumas palavras como “sempre”, “diretamente”, “inversamente”, “em relação a”. Essas palavras podem alterar completamente o conceito abordado na alternativa, tornando-a verdadeira ou não. Para isso, faça um grifo nelas para que fique em destaque numa segunda leitura.

Ao finalizar a prova, faça uma segunda leitura caso haja tempo. Mas não se esqueça de deixar um tempo para o preenchimento do gabarito.

Espero ter ajudado vocês com essas dicas. Desejo um ótimo mês de Novembro a todos os estudantes!