Cultura de paz – somos todos responsáveis

Cultura de paz – somos todos responsáveis

COLÉGIO SANTA MARIA

22 Março 2018 | 07h30

Todo início de ano escolar, as equipes de professores do Santa Maria, de todos os segmentos, elaboram atividades que colaboram para a formação de uma nova identidade de grupo.

Além das propostas de apresentações individuais, ampliamos nossas reflexões com os alunos do 3º ano, numa perspectiva de compreender como as consequências das nossas ações são conectadas com o bem-estar coletivo.

Após assistirmos ao vídeo em que os personagens apresentam simples gestos de solidariedade, a corrente do bem foi envolvendo a todos, sentamos em nossa roda de conversa para trocar experiências sobre o que aprendemos.  As crianças apontaram que pequenas ações podem mudar a vida de pessoas que fazem parte do nosso dia a dia e até atingir outras que estão distantes.

“Um sorriso sincero pode ser muito valioso”!

“Arrumar a minha cama é uma forma de ajudar!”

“Nós podemos colocar nas intensões da nossa oração o nome de uma pessoa que esteja precisando muito!”

E não é que quando discutimos o tema da Campanha da Fraternidade deste ano, “Fraternidade e superação da violência”, o pensamento dos alunos se voltou para a perspectiva positiva do que isso pode significar e como pode impactar na vida das pessoas e da natureza? !

A promoção de valores e atitudes de não violência como a autonomia, responsabilidade, cooperação, criatividade e solidariedade são os elementos que fomentam a Cultura da Paz.

Relatos de algum tipo de violência  todos nós, inclusive as crianças, já presenciamos, mas nosso potencial humano é para encontrar soluções não violentas para resolver conflitos, utilizar maneiras construtivas de mediação e estratégias de resolução.

O mais importante foi refletir: o que posso e vou fazer para TRANSFORMAR este cenário num convívio  coletivo e harmonioso, incentivando as relações empáticas, pois é a partir da empatia se originam atitudes compassivas, parcerias, comunidades, ações humanitárias, projetos solidários que expressam o sentimento pelo que o outro sente, independente de qualquer diferença.

Na aula de artes, utilizando a técnica de origami, as crianças construíram símbolos de paz e escreveram em suas asas as ações que praticam em família para promover esta Cultura.

O resultado pode visto em um lindo mural que está exposto no Prédio São José.

Fica o convite para você, que também pode escrever nas asas de uma pombinha, o que ela pode levar para outros lugares: quais são ou serão as suas ações?