Como falar de sustentabilidade?

Como falar de sustentabilidade?

COLÉGIO SANTA MARIA

11 Maio 2018 | 07h30

Adriana de Oliveira Pires e Helika Chikuchi

 

Nos dias de hoje em que se fala sobre toda espécie de reforma, até mesmo a do Ensino Médio, se torna ainda mais crucial discutir valores, ética e cidadania. E o que isso tudo tem a ver com sustentabilidade? Pois foi assim que os alunos do Ensino Médio do Santa Maria foram desafiados a repensar seus conceitos sobre sustentabilidade.

 

Na semana de Sustentabilidade e Meio Ambiente que aconteceu em abril, como parte das atividades comemorativas dos 70 anos do Colégio, diversas atividades foram realizadas. Dentre elas, os alunos da 3ª série tiveram a oportunidade de assistir ao professor e pesquisador Zysman Neiman1, que muito habilmente trouxe esse assunto que, de muitas formas, está desgastado para essa geração.

 

Infelizmente, a despeito de toda a sua relevância, a simples menção da palavra sustentabilidade tende a produzir nos adolescentes apatia ou animosidade, criando, assim, o maior desafio do educador frente a esse tema: “como romper essa barreira e tornar o aluno disponível ao diálogo?”. Nesse contexto, a palestra ministrada por Zysman trouxe um grande aprendizado também para os professores de Biologia e de Geografia que acompanhavam seus alunos no auditório. Sua abordagem técnica e direta abriu espaço entre a animosidade e a apatia e trouxe à tona o questionamento e a participação dos alunos, como podemos perceber nos relatos abaixo.

 

“Ao longo da escola, os conceitos de sustentabilidade e meio ambiente costumam ser abordados de maneira idealizada e como se fossem semelhantes. Dessa forma, aprendemos que fechar a torneira durante a escovação dos dentes ou tomar um banho mais curto, por exemplo, são ações que, por si só, tornam o mundo mais harmonioso e “verde”. Apesar da importância desses atos, o conceito de sustentabilidade não se resume à inciativa individual e à prática de ações que defendam o meio ambiente. Envolve, também, interesses político-econômicos que devem ser levados em consideração para a construção de um mundo que permita o crescimento econômico aliado à garantia de qualidade de vida para todos os seres vivos, inclusive nós; e todas essas conclusões foram feitas a partir da palestra de Zysman Neiman, extremamente didática e enriquecedora. Afinal, sendo um especialista da área, o palestrante, além de abordar o conceito de sustentabilidade de modo conceitual, consistente e político, manteve uma boa interação com o público e abriu espaço para discussões, o que enriqueceu ainda mais a experiência de todos.” – Victor Lunardini Gallego, aluno da 3ª série D.

 

O professor Zysman Neiman, ao palestrar sobre sustentabilidade, tornou o tema leve e de fácil compreensão. Utilizando uma linguagem próxima à dos alunos e apresentando exemplos do cotidiano, ele obteve muitos aplausos por parte dos estudantes. A sustentabilidade, que parecia, para muitos, um tema distante e destinado exclusivamente aos ambientalistas, mostrou-se ser um sistema muito mais abrangente, no qual cada um é uma peça importantíssima para seu funcionamento.” – Felipe de Sá Machado Bento, aluno da 3ª série C.

 

Discussões sobre sustentabilidade ganham cada vez mais importância nos contextos sociais, políticos e econômicos atuais. No entanto, parece que não se dá a profundidade necessária ao assunto, fazendo-o parecer distante dos alunos. Mas, acredito que tenha ocorrido o inverso na palestra do professor Zysman. De maneira didática, a palestra apresentou conceitos que conseguimos relacionar com os que já estudamos, aproximando-os de nós e nos levando a compreendê-los de maneira mais complexa. Nelson Alves Yamashita, aluno da 3ª série C

 

[1] Zysman Neiman é Pesquisador e Professor Associado do Departamento de Ciências Ambientais da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).