As implicações éticas e morais da ação humana

As implicações éticas e morais da ação humana

Colégio Santa Maria

24 Agosto 2015 | 07h31

Aula optativa do currículo do 9º ano do Fundamental II do Santa Maria reflete sobre linha tênue entre certo e errado

Na grade curricular do 9º ano, os alunos passaram a contar com uma aula optativa às sextas-feiras. “Logo me veio à mente e ao coração a ideia de elaborar um curso que abordasse alguma questão filosófica”, revela o professor Pedro Moisés de Carvalho. “Ao pensar nos possíveis temas, acabei me decidindo por um curso que convidasse os alunos para uma reflexão sobre as implicações éticas e morais das ações humanas. Após alguns meses, chego à conclusão que fiz a escolha mais adequada”, completa. Os alunos inscritos no curso se maravilharam com a proposta e a cada encontro percebem como é tênue a linha que divide o certo e o errado quando o que está em jogo são as ações humanas.

O último exercício envolveu uma reflexão sobre os 70 anos do lançamento das bombas atômicas sobre as cidades de Hiroshima e Nagasaki, no Japão, por parte dos Estados Unidos. A análise mostrou que esse fato trágico da história marcou o fim da II Guerra Mundial, embora, para muitos historiadores, exista um certo consenso quanto ao fato de que era uma ação desnecessária àquela altura dos acontecimentos.

Através de vídeos, foram estudados os efeitos a longo prazo da radiação e os estragos produzidos de imediato, no dia do lançamento das bombas. No final da discussão, ficou claro para todos que até hoje o mundo ainda não despertou do pesadelo nuclear. “As implicações éticas e morais das decisões tomadas naquele dia fatídico acabaram com a nossa inocência, lançando-nos em uma realidade marcada pela vergonha da guerra e pela tristeza produzida pelo seu trágico e desnecessário desfecho”, declara o professor.

 

24082015_1

imagem: http://www.nydailynews.com/

 

24082015_2

imagem: http://noticias.terra.com.br /