A Tecnologia Educacional e algumas perspectivas para 2016
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A Tecnologia Educacional e algumas perspectivas para 2016

Poliedro

23 Dezembro 2015 | 15h16

Foto 01

Projeto desenvolvido no Colégio Poliedro, unidade Ensino Fundamental II, foi apresentado na sede da Microsoft Brasil, em São Paulo

Fim das aulas. O ano letivo de 2015 está encerrado. Notas publicadas. Processo de recuperação final realizado. Férias escolares. E o que esperar para o próximo ano? O que o Poliedro em suas unidades estará oferecendo para seus alunos?

Há sempre muitas novidades previstas. O zelo com a escola e suas dependências é uma das primeiras providências. As escolas estão sendo pintadas, pequenas ou grandes reformas são implementadas durante as férias (como, por exemplo, no campo de futebol do Colégio Ensino Médio, que terá grama sintética no próximo ano letivo para ampliar as instalações de Educação Física, que ganharam mais espaço e cobertura na quadra externa em 2015), equipamentos são adquiridos ou trocados, livros adicionados às bibliotecas…

Enquanto os alunos e professores descansam, há muito trabalho sendo feito nos bastidores, com a direção dos Colégios e Cursos Poliedro ativa em reuniões, estreitando ações com o Sistema de Ensino. As Coleções Gressus e Phases, dedicadas aos alunos da Educação Infantil e Ensino Fundamental I, consolidaram-se com propostas renovadoras para estes segmentos e, em 2016, o Poliedro terá materiais especificamente planejados para atender a 3ª série do Ensino Médio e cursos pré-vestibulares focados no ENEM, com o lançamento da Coleção Enem. De olho nas habilidades e competências e com estética moderna e atraente, a coleção traz teoria contextualizada e exercícios do Enem e de vestibulares, para atender às necessidades dos alunos que querem entrar nas melhores universidades brasileiras pelo Exame Nacional do Ensino Médio.

Foto 02

O Poliedro recebeu o prêmio 100+ Inovadoras e conquistou o 1º lugar na categoria Educação

Além dos planejamentos específicos, focados no currículo e nas coleções e livros do Sistema Poliedro, há uma especial preocupação com as tecnologias educacionais. No final de 2015, o Poliedro foi reconhecido por suas ações em Tecnologia Educacional trazidas a público pela Microsoft e pela revista Exame. Esse sucesso amplia ainda mais a responsabilidade de toda a equipe que cria, estabelece parcerias, atende o cliente e realiza formações quanto ao uso dos recursos tecnológicos dentro dos colégios, cursos e também das unidades parceiras do Sistema de Ensino.

As ações de tecnologia educacional realizadas na unidade do Ensino Fundamental II, em São José dos Campos – SP, que contam com a condução dos coordenadores de projetos Massayuki Yamamoto e Ricardo Torres de Souza, e as parcerias estabelecidas com os professores em sala de aula (destacadas em evento da Microsoft), além da criação de módulos especiais, fizeram com que vários projetos (como a criação do aplicativo que monitora crescimento de mudas) fossem realizados e tivessem ótimos resultados junto aos alunos.

O uso do OneNote como autêntico caderno digital, em iniciativa reconhecida e destacada pela Microsoft, a utilização do OneDrive como plataforma para armazenamento de dados e troca de arquivos entre professores e alunos, o blog da TE como fonte para que os docentes conhecessem novas ferramentas e sites, as oficinas de robótica e programação e os projetos com impressão 3D foram consolidados como parte da realidade do Ensino Fundamental II no Colégio Poliedro.

Além disso, a evolução dos recursos oferecidos às unidades parceiras do Sistema Poliedro, como os materiais digitais e, principalmente, o aplicativo P+ (acessível em smartphones, tablets e Web), foram igualmente decisivos para um ano de grandes conquistas.

Foto 03

Coordenadores, professores e alunos das Unidades Poliedro em São José dos Campos, São Paulo e Campinas, exibem prêmios pela participação em torneio de robótica

E em 2016? O que virá?

A proposta para o ano que chega é a de que tudo fique mais fácil, rápido e intuitivo. A integração entre os recursos, o acesso a partir de poucos toques, o uso de apenas um acesso ao sistema, a incorporação de novos objetos educacionais digitais, parcerias com empresas que oferecem aplicativos de qualidade no mercado… tudo isso já está na mira das equipes de tecnologia do Poliedro para as unidades sede e para as unidades parceiras do Sistema de Ensino.

O primordial é que a tecnologia se incorpore ao cotidiano dos usuários — sejam eles alunos, familiares, professores ou gestores — de forma tranquila e sem sobressaltos, melhorando a experiência de todos como usuários destes recursos e, principalmente, ajudando no ensino e na aprendizagem.

Acesso rápido à informação (resultados de simulados, recursos indexados para estudar ou preparar aulas, informações sobre a escola e seus compromissos, grades horárias, recados dos gestores, tarefas), materiais para facilitar o estudo (videoaulas, simulações, animações, ambientes ou plataformas de estudo gamificadas de forma personalizada, com indicação de matérias, conteúdos e atividades de apoio), recursos de apoio aos professores e gestores (materiais novos produzidos regularmente e publicados no portal, recursos indexados e curados acessados via aplicativo ou navegador, recursos de publicação de informações de tarefas e recados, carômetros, formação de professores): eis alguns dos recursos em que estamos trabalhando e que serão aperfeiçoados e ampliados. Há mais pela frente.

O mais importante, no entanto, e isso é corrente entre todos os colaboradores da área de tecnologia do Poliedro, é que houve adesão, parceria, planejamento e adequação dos professores à aplicação dos recursos. Quando isso acontece, tudo flui e é possível implementar os projetos na área. Estamos vivendo uma transição e todos compreendem que isso significa superar processos, ideias e, acima de tudo, estabelecer uma nova cultura, na qual a tecnologia seja uma constante, facilitando a vida tanto dos alunos, que são nativos digitais, quanto dos professores, migrantes para esta nova era. Quanto maior for a adesão, e esperamos que o uso desses recursos cresça muito em todas as escolas que utilizam recursos Poliedro, melhor será. Há ainda muito trabalho — e, diga-se de passagem, trabalho árduo — a realizar nessa tarefa de buscar mais pessoas, em especial professores, que utilizem de forma cotidiana as tecnologias já desenvolvidas e as que serão criadas e em entregues em breve.

Esse é o desafio a que nos propomos no Poliedro, para garantir uma experiência ainda melhor e o contínuo crescimento de nossas escolas e de nossos parceiros.

Um ótimo ano de 2016 para todos!

João Luís de Almeida Machado

Supervisor pedagógico e curador do projeto YouTube Edu

 

Este é o último post do ano de 2015. Voltaremos com novos conteúdos a partir de 12 de janeiro de 2016.

Todos os projetos e exemplos mencionados neste blog referem-se às Unidades Sedes do Poliedro.