P.H.C –Paradigmas do Homem Contemporâneo

Patrícia Delázari

09 Outubro 2017 | 14h24

Um momento para refletir sobre a construção do próprio caminho.

Quem não quer ser ouvido? Quem não precisa de atenção e compreensão? Em um mundo onde nos pedem o tempo todo para acelerar, onde os estímulos externos são intensos, é necessário que se pare um pouco para refletir.

As aulas de P.H.C são isso, o silêncio em meio ao turbilhão de informações que nos acompanham diariamente. Sem o intuito de dar respostas ou caminhos prontos aos alunos, esses encontros seguem a filosofia que acompanha o Horizontes desde sua fundação, o respeito à livre expressão e a busca incansável da autonomia.

Sem fórmulas prontas, abre espaço para que professor e aluno busquem suas próprias ferramentas de análise sobre as discussões geradas dentro de sala. Nessas aulas trocam-se experiências, sensações e sentimentos, construindo assim uma relação horizontal entre quem ensina e quem aprende. Seguindo a filosofia de que ao ensinar a gente aprende e ao aprender a gente ensina, pois não existem convicções impostas como dogmas, mas apenas crenças que brotam da própria vivência e reflexão de cada membro. Todos no grupo têm direito de expor sua opinião, desde que esta não ofenda os princípios da pluralidade. Sendo, por tanto, uma aula bastante democrática.

Embora antigas na grade curricular da escola, as aulas de P.H.C seguem sempre atuais, abordando temas atemporais que ocorrem dentro da sociedade. São aulas ricas, na versatilidade de recursos e na ilimitada gama de situações e de valores a serem analisados e discutidos. São aulas propostas por eles e para eles.

O Horizontes acredita que é seu papel na educação priorizar a importância de trabalhar a questão sócio emocional em nossas crianças e adolescentes, plantando e deixando crescer neles a semente da inspiração e reflexão. Cabe portanto, ao professor de P.H.C a linda tarefa de acompanhar a classe e cada aluno em particular, na busca de seu próprio caminho, porque o objetivo não é sair das aulas de P.H.C com respostas ou ideias prontas. Sua finalidade é despertar a prática da introspecção e do olhar para dentro. Sendo a inspiração para que cada um busque seu próprio caminho dentro da sociedade.

Gabriela Starck

Professora de P.H.C e Teatro  do colégio Horizontes