Bilinguismo: O que influencia um jovem a aprender uma segunda língua

Bilinguismo: O que influencia um jovem a aprender uma segunda língua

Colégio Bis

10 Outubro 2017 | 10h27

As formas de comunicação entre as pessoas são variadas. A comunicação entre os indivíduos através da utilização da linguagem pode ser considerada um ato fundador da vida em sociedade. De acordo com o dicionário Aulete, “língua” é o sistema de comunicação e expressão verbal de um povo, nação, país etc., que permite aos usuários expressar pensamentos, desejos e emoções. Assim, toda língua representa a identidade de um povo e estabelece fronteiras na comunicação entre os povos.

O ser humano possui capacidade inata para aquisição da linguagem e, estimulado pelos processos de socialização, desenvolve e é formado em sua língua materna. No mundo atual a capacidade de comunicar-se em uma segunda língua torna-se imprescindível para uma atuação significativa em sociedade.

Com o desenvolvimento da internet e o fortalecimento dos processos de globalização da economia, aumentando o fluxo e a circulação de bens, serviços e pessoas ao redor do mundo, a relação entre os povos está cada vez mais próxima e vivida de forma mais intensa. Sendo assim, a intensificação do contato entre os povos resulta em uma necessidade crescente de uma segunda língua.

Pesquisas ao redor do mundo demonstram que aqueles que falam mais de uma língua podem apresentar habilidades cognitivas acima da média. As habilidades de escuta e atenção requeridas no processo de aquisição contribuem, inclusive, para o aprendizado da língua materna, especialmente no caso de crianças e jovens.

O bilinguismo ou “plurilinguismo” pode ser considerado um fenômeno que abrange várias esferas da vida em sociedade: cultura, política, economia e ciência.

A facilidade e a necessidade crescente de interação humana decorrem do avanço das tecnologias e da evolução do planeta, que acarreta na interação linguística mundial. Nesse meio, o bilinguismo tem sido apresentado como fenômeno cada vez mais comum, encontrado na maior parte da população mundial, principalmente entre os jovens – desejosos por descobrirem o mundo, derrubarem fronteiras e se aproximarem das diversas culturas.

Saiba alguns motivos para aprender outros idiomas:

  • Se o indivíduo sabe mais de um idioma e se essa língua tiver sido a falada por seus antepassados, então é mais fácil entender suas referências culturais, tradições e passado.
  • Ao falar mais de uma língua o indivíduo se sentirá mais confiante e autossuficiente para lidar com situações desafiadoras, como um intercâmbio ou conferência internacional.
  • Aprender um novo idioma é uma grande conquista.
  • Ao dominar uma nova língua, a pessoa passa a se sentir capaz de realizar novas conquistas e enfrentar desafios.
  • Falar a língua do país de destino é algo que enriquece muito as experiências, pois além dos passeios tradicionais é possível se arriscar em roteiros mais diferenciados.
  • Saber a língua local possibilitará explorar o país em todas as suas vertentes e verdades.
  • Encontrar mais amigos com interesses e hobbies parecidos e comunicar-se com eles de maneira eficiente e correta.
  • Aprender um novo idioma ajuda a melhorar habilidades de aprendizado, pois aprimora a memória e exercita o cérebro.
  • Falar um idioma estrangeiro é pré-requisito em muitas bolsas de intercâmbio.
  • Se você sabe falar mais de um idioma então conseguirá pensar com mais flexibilidade e perspectiva para resolver problemas e encontrar soluções.
  • Quando se estuda outro idioma, acaba-se aprendendo mais sobre o próprio português.
  • Segundo pesquisas, quando se fala novos idiomas, o indivíduo consegue se concentrar mais nos estudos.