As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Saiba com ensinar cooperação e competição para as crianças

Thais Gonzales

13 Novembro 2017 | 20h51

A cooperação e a competição possuem significados diferentes. Enquanto uma é a ação conjunta e a colaboração, a outra tem relação com a rivalidade. As duas, no entanto, são importantes e precisam ser ensinadas para as crianças.

Competir sugere fazer escolhas, saber ganhar ou perder, aceitar limites. Cooperar tem a ver com responsabilidades, respeitar ao outro, trabalhar em equipe.  Tudo isso é fundamental não só para que as relações aconteçam de forma tranquila em casa e na escola, mas para toda a vida – na faculdade, no trabalho e em outros ambientes.

O tema tem sido abordado nas aulas de Educação Física do Colégio Alicerce. O professor Bruno Alves abordou brincadeiras cooperativas e competitivas e levou as crianças a refletir sobre cada uma. “Expliquei que a principal referência numa brincadeira competitiva é que apenas algumas pessoas ganham. Na cooperativa, todo mundo ganha”, explica.

Então, entrou em discussão como tornar uma brincadeira competitiva em cooperativa e vice e versa. “Passamos a pensar nos sentimentos que iam surgindo durante o processo. Os alunos concluíram que todos ficavam felizes na cooperação”.


O professor abordou, ainda, o respeito ao colega e falou sobre como lidar com o ganhar e o perder. “Não desvalorizamos a competição, pelo contrário. As duas situações serão encontradas em várias fases da vida e é importante saber lidar com os sentimentos que surgem ao vivenciá-las”, ressalta.

Em casa

 Conversar sobre o tema em casa também é importante. Se a criança tiver irmãos ou primos, o professor sugere que seja dado um desafio para que tenham que completar atividades juntos. Essa é uma forma de incentivar a cooperação e reduzir conflitos.