As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Brinquedos não têm gênero e ajudam no aprendizado

Thais Gonzales

06 Setembro 2017 | 10h43

É por meio das brincadeiras que as crianças se comunicam e aprendem, e os brinquedos exercem um impacto em quais habilidades vão adquirir. Por isso, especialistas garantem que, além de refletir se o seu filho está brincando, é preciso pensar que brinquedos não têm gênero.

A BBC fez um experimento com quatro voluntários adultos e duas crianças para testar se os adultos estão condicionados a reforçar quais são brinquedos de meninos e quais são de meninas.

Antes do início do teste, as crianças trocaram de roupa. O menino foi vestido de menina e vice versa. Os voluntários, que não sabiam das trocas, foram gravados, individualmente, com cada uma das crianças. Eles foram instruídos apenas a brincar. Podiam escolher qualquer brinquedo.

Todos, no entanto, ofereceram bonecas, bichos de pelúcia e outros itens fofinhos à criança vestida e menina. Por estar com a roupa de menino, automaticamente, , quebra-cabeça e robô ganhou carrinhos. O que mostrou uma tendência de os adultos oferecerem às crianças opções de acordo com o sexo. Ao saber da troca, reconheceram que, mesmo sem perceber, definiram o brinquedo por causa do gênero.


Brincar livre

Você sabia que os carrinhos desenvolvem a curiosidade, a criatividade, a coordenação motora fina, a imaginação e o reconhecimento de formas e cores? Só os meninos precisam disso? Claro que não. As meninas também precisam ampliar a noção espacial e desenvolver o raciocínio lógico, tão trabalhados nos brinquedos definidos como “de menino”.

Brincar de faz de conta, com cozinha ou supermercado, por outro lado, também é fundamental. As crianças adquirem sensibilidade. A brincadeira ensina a imaginação, a criatividade e o compartilhar.

E seja com princesas ou heróis, brincar com bonecos trabalha com as emoções e ajuda a criança a atenuar angústias, ansiedade. Além de desenvolver a empatia, o cuidado com o outro.

Que tal tirarmos o rótulo de que um brinquedo é de menino ou de menina apenas? Os brinquedos ajudam no aprendizado e todos podem ganhar com isso.