Universidade Minerva oferece bolsas de estudos para graduação em parceria com a Fundação Estudar

Universidade Minerva oferece bolsas de estudos para graduação em parceria com a Fundação Estudar

Andrea Tissenbaum

14 Janeiro 2016 | 16h48

Crédito: Divulgação

Crédito: Divulgação

Com proposta inovadora para a formação de líderes globais, faculdade norte-americana de elite tem um dos processos seletivos mais disputados dos Estados Unidos.

Com uma proposta inovadora de ensino de excelência, a Universidade Minerva está com o processo seletivo aberto para o curso de graduação em setembro de 2016. O Brasil, com quatro alunos aprovados em anos anteriores, lidera o ranking de candidatos da América Latina.  Acreditando no potencial dos alunos brasileiros, a Universidade Minerva e a Fundação Estudar oferecem bolsas de estudo para os quatro anos do curso de graduação. O prazo para o application vai até 15/03.


Para conseguir a bolsa o candidato precisa ser aprovado no processo seletivo e comprovar que não tem recursos financeiros para pagar a universidade. A Fundação Estudar está oferecendo duas bolsas integrais. Outras bolsas são oferecidas pela Universidade Minerva.  

O processo seletivo é simples e não envolve nenhuma prova. A primeira fase envolve uma video-conferência na qual o candidato, além de se apresentar, responderá a algumas questões de conhecimentos gerais e raciocínio lógico. A escola busca alunos completos, diferenciados, com um excelente currículo acadêmico que inclua atividades extra-curriculares e participação em suas comunidades. Durante a entrevista o candidato deve citar que veio através da Fundação Estudar. 

“Acreditamos que o aluno brasileiro tem muito potencial. Aqui em Minerva já temos quatro alunos vindos do Brasil que estão engajados com a Universidade, com o método de ensino inovador e já estão ansiosos pelo início das viagens pelo mundo. É um prazer para nós fazer uma parceria com a Fundação Estudar que tanto auxilia a educação no Brasil, buscando sempre os melhores talentos do país”, afirma Alex Aberg Cobo, Diretor da Universidade Minerva para a América Latina.

A proposta ambiciosa de Minerva oferece um currículo voltado para a formação de líderes e inovadores globais. As aulas tradicionais são substituídas por seminários interativos em tempo real com turmas reduzidas. Os alunos são encorajados a viver em até sete cidades ao redor do mundo durante a graduação – após o primeiro ano letivo em São Francisco, passam por Berlim, Buenos Aires, Seul, Bangalore, Londres e Istambul.

O Brasil faz parte do top 5 de países com maior número de candidatos inscritos. O paulista Danilo Oliveira Vaz, de 21 anos, aprovado para a segunda turma de Minerva, faz um balanço de seu primeiro semestre de estudos na Califórnia, em contato direto com empresas do Vale do Silício. “Com um método totalmente inovador, em Minerva eu encontro o tipo de formação para garantir a minha carreira profissional. Toda sexta-feira a universidade organiza atividades chamadas de co-curriculars, que basicamente são imersões dentro da cidade. Nas últimas semanas, dois grupos de estudantes tiveram a chance de visitar o Google e 500 startups. A partir dessas atividades foram convidados pelos gerentes dessas companhias a apresentar ideias e novas soluções. Tenho amigos estagiando em grandes companhias como Uber, Airbnb, Learn Capital, MIT Media Labs, entre outras”, conta o estudante.

Já Lusana Ornelas, de 20 anos, saiu de Brasília para vivenciar uma experiência multicultural com alunos vindos de diversos continentes. “Em Minerva eu me sinto em casa, morando com pessoas de 36 nacionalidades diferentes e tendo sete cidades ao redor do mundo como campus. Convivo com diferentes culturas e vivo de forma globalizada. Neste semestre tive a oportunidade de conhecer Chinatown, em São Francisco, pela visão dos meus colegas asiáticos da Universidade, fazendo essa experiência ser ainda mais enriquecedora. Sempre sonhei com Minerva, antes mesmo de saber que ela existia!”, diz a brasileira.

O método de ensino inovador é dirigido pelo ex-reitor das Universidades de Harvard e Stanford, Stephen Kosslyn. Minerva se concentra em cinco áreas de ensino, Escola de Artes e Humanidades, Escola de Ciências Sociais, Ciência da Computação, Ciências Naturais e Escola de Negócios. “O foco da Universidade Minerva é captar os melhores alunos do mundo, independente da sua classe social ou recursos econômicos. Por esta razão, a Minerva possui um fundo de bolsas de estudo para alunos com dificuldades financeiras”, completa Alex Aberg Cobo.  Para saber mais, visite o site.

> As inscrições vão até o dia 15 de Março e devem ser feitas online. Inscreva-se aqui para a universidade e para concorrer às bolsas de estudo

Andrea Tissenbaum, a Tissen, escreve sobre estudar fora e a experiência internacional. Siga o Blog da Tissen no Facebook e no Twitter

Fonte: Fundação Estudar