Já pensou em ensinar português nos EUA?

Já pensou em ensinar português nos EUA?

Andrea Tissenbaum

22 Agosto 2017 | 13h07

Bolsa FLTA - Fulbright | Crédito: Divulgação

Programa FLTA – Bolsas Fulbright Brasil | Crédito: Divulgação

Candidate-se ao programa Foreign Language Teaching Assistant (FLTA) da Comissão Fulbright. Inscrições até 1/10.

A comissão Fulbright, através do programa Foreign Language Teaching Assistant (FLTA), está oferecendo até 20 bolsas de nove meses de duração para brasileiros ensinarem português nos EUA.

O FTLA promove a proficiência em língua portuguesa nas faculdades e universidades dos EUA. Oferece uma oportunidade para jovens professores brasileiros aperfeiçoarem suas habilidades de ensino, melhorarem seu inglês e ampliarem seus conhecimentos sobre a cultura e os costumes americanos.

Os selecionados passam 9 meses em universidades americanas, onde ensinam português e frequentam cursos sobre a cultura e história dos EUA, além de outras disciplinas de seu interesse.

Benefícios da bolsa:
– Moradia
– Anuidade e taxas acadêmicas
– Alimentação
– Passagem aérea Brasil/EUA/Brasil
– Seguro-saúde
– Seminário de Orientação Pré-Partida em São Paulo
– Taxa de visto J-1

Requisitos para participar:
– Ser cidadão brasileiro (candidatos com dupla nacionalidade Brasil-Estados Unidos não são elegíveis)
– Ter bacharelado ou licenciatura em língua portuguesa e/ou inglesa, com conclusão do curso após 31 de dezembro de 2012
– Ter proficiência em inglês, com certificado com data posterior a 1 de julho de 2016 (TOEFL ITP com nota mínima de 550 pontos; TOEFL-iBT de 79 pontos; ou, Overall Score International English Language Testing System – IELTS de 6.0)
– Residir no Brasil no momento da candidatura e durante todo o processo de seleção
– Não receber ou ter recebido bolsa ou benefício financeiro da Comissão Fulbright ou outras agências ou entidades brasileiras para programa similar
– Viajar sozinho (sem dependentes)

Outros documentos a apresentar:
– Páginas de identificação do passaporte brasileiro. Se disponível, RG ou carteira de motorista
– Se o candidato já recebeu um visto J-1, cópia do formulário DS-2019 e o visto no passaporte
– Histórico escolar e diplomas oficiais traduzidos para o português, abrangendo todos os períodos de estudo (graduação e/ou pós-graduação)
– Currículo em inglês (não mais de três páginas)
– Três cartas de recomendação em inglês
– Os candidatos devem gravar e enviar para flta@fulbright.org.br um vídeo de trinta segundos, em inglês, como parte do processo seletivo, respondendo a pergunta: por que você quer ser um FLTA?

As candidaturas devem feitas online até 1º de outubro de 2017. Leia atentamente o edital do FTLA. Instruções para candidatura AQUI.

Andrea Tissenbaum, a Tissen, escreve sobre estudar fora e a experiência internacional. Também oferece assessoria em educação e carreiras internacionais
Entre em contato: tissen@uol.com.br

Siga o Blog da Tissen no FacebookTwitter e Instagram.