Cidades especiais para estudar fora: Dublin

Cidades especiais para estudar fora: Dublin

Andrea Tissenbaum

25 Junho 2015 | 09h23

Trinity College | Foto by Pilgab via Wikimedia Commons

Trinity College | Foto by Pilgab via Wikimedia Commons

Terra dos pubs, da música Celta, da cerveja Guinness e do mundialmente famoso St. Patrick’s Day, a Irlanda espalhou sua cultura por todos os cantos do mundo, provando que o país tem muito a oferecer e compartilhar.

Dublin, a capital e maior cidade da Irlanda, atrai um grande número de estudantes internacionais e se tornou um destino favorito de brasileiros que querem estudar fora.

Segundo o site Fáilte Ireland, em 2012, 96.250 estrangeiros estudaram em escolas de idioma aprovadas e reconhecidas da Irlanda. De lá pra cá esse número só aumentou. Estudar na Irlanda oferece uma chance incrível de conhecer pessoas de todas as partes do mundo e de diferentes culturas em um só lugar.

Estudar inglês é uma das principais razões que leva os estudantes internacionais a Dublin, especialmente os cursos de curta duração. Mas, a oferta diversificada de cursos superiores de altíssima qualidade garante a popularidade do país entre os estrangeiros. Instituições como o Trinity College Dublin e a University College Dublin estão entre as melhores do mundo segundo o ranking Times Higher Education 2015 e fazem parte do programa Ciência sem Fronteiras do governo brasileiro. E, na versão 2015 do ranking 100 Under 50do Times Higher Education, a Dublin City University e o Dublin Institute of Technology também se destacaram.

Gratton Bridge | Foto by psyberartist via Wikimedia Commons

Gratton Bridge | Foto by psyberartist via Wikimedia Commons

A Irlanda também oferece algumas facilidades aos estudantes internacionais. A primeira delas é que para estudar no país, a obtenção de um visto de estudante antes de viajar não é obrigatória para os brasileiros. Apresentando todos os documentos necessários o estudante recebe, na imigração, um visto temporário de um mês ao chegar no país.

A partir daí, tem 30 dias para ir ao escritório de imigração com um extrato bancário comprovando depósito mínimo de € 3.000,00 em um banco irlandês e a carta da escola comprovando o período do curso. Com esses dados, o oficial de imigração concede o visto para o período de estudos. Confira informações atualizadas sobre os requerimentos para visto de estudante na Irlanda AQUI. 

Além disso, é permitido aos alunos que frequentam um curso em tempo integral de pelo menos um ano letivo, trabalhar por até 20 horas semanais em determinadas épocas do ano. Saiba mais sobre trabalhar na Irlanda durante os seus estudos AQUI

Você certamente se apaixonará pela vida em Dublin. Construída pelos Vikings, nas margens do rio Liffey, a cidade possui a população mais jovem da Europa que inclui mais de 100 nacionalidades diferentes. E, apesar do clima predominantemente frio, com invernos gelados e verões amenos, os Irlandeses são conhecidos pelo seu excelente senso de humor e hospitalidade. De acordo com uma pesquisa realizada pelo World Economic Forum, a Irlanda é o nono mais amigável e acolhedor país do mundo.

Temple Bar | Foto by Cotton via Wikimedia Commons

Temple Bar | Foto by Cotton via Wikimedia Commons

Há muito para fazer. Os estudantes internacionais não podem deixar de fazer o tradicional pub crawl, um tour pelos pubs da cidade – e, é claro, conhecer o Temple Bar, o mais famoso, localizado no “quarteirão cultural”. Há também diferentes museus e galerias de todos os tipos, como a Guinness Storehouse, o museu temático da cervejaria; e o National Leprechaun Museum, o único do mundo a contar a história dos Leprechauns, figuras mitológicas da Irlanda.

Dublin também é considerada a cidade da Literatura, berço de autores importantes como George Bernard Shaw, Oscar Wilde, James Joyce, William Butler Yeats e Samuel Beckett. O Trinity College abriga a mais famosa e maior biblioteca do país, um ponto turístico obrigatório.

Trinity College Library | Foto by Superchilum via Wikimedia Commons

Trinity College Library | Foto by Superchilum via Wikimedia Commons

Em termos de acomodação, dividir uma casa/apartamento com outras pessoas é uma opção bastante popular. Anúncios são facilmente encontrados nos murais das escolas de idiomas e nas universidades. Sites como o Daft também podem ser muito úteis nessa busca. Outra opção de acomodação muito procurada é o homestay, que oferece a oportunidade de vivenciar a cultura local em primeira mão com uma família, além de praticar o inglês rotineiramente e até poder trabalhar como au pair (babá) para a sua host Family.  

O custo de vida para um estudante estrangeiro é relativamente baixo. O seu orçamento mensal vai depender principalmente do tipo de moradia que escolher.  A cidade oferece um bom sistema de transportes e, como em muitos lugares na Europa, a bicicleta é o meio favorito de locomoção entre os estudantes. E, a fácil localização de Dublin favorece viagens pela Irlanda e por todo o continente de avião, trem ou ônibus. Basta se programar para poder aproveitar. Saiba mais sobre o custo de vida em Dublin AQUI.

Foto by psyberartist via Wikimedia Commons

Foto by psyberartist via Wikimedia Commons

A beleza desta cidade que mistura o antigo com o contemporâneo em suas ruas e avenidas, sua história milenar refletida em monumentos e castelos, e a simpatia dos anfitriões temperada por um estilo de vida descontraído garantem ao estudante internacional uma experiência rica e inesquecível.

Talvez seja por isso que Dublin esteja entre os destinos favoritos de quem quer estudar no exterior. Você não vai ficar fora dessa, vai?

>> Sites informativos:

– Education in Ireland 

– Blog – Education in Ireland

– Irish Council for International Students

– Hotcourses Ireland

Andrea Tissenbaum, a Tissen, escreve sobre estudar fora e a experiência internacional. Siga o Blog da Tissen no Facebook e no Twitter