Sabin promove o uso ético e seguro das tecnologias

Sabin promove o uso ético e seguro das tecnologias

Colégio Albert Sabin

20 Março 2017 | 17h25

Por acreditar que o desafio de ensinar crianças e jovens a utilizarem as novas ferramentas digitais de forma ética, segura e legal só pode ser superado por meio do trabalho em conjunto da escola, da família e dos próprios jovens, o Sabin tem desenvolvido ações educativas que visam ao uso consciente da tecnologia.

conecta sabin

Dando continuidade à campanha Conecta S@bin, vamos promover algumas atividades durante a semana de 20 a 24 de março, envolvendo os alunos e as famílias. O assessor de tecnologia educacional do Colégio, Paulo Fontes, vai conversar com os alunos do 5º e 6º ano sobre os principais problemas causados pelo mau uso da internet e da tecnologia, reforçando que, apesar de a tecnologia trazer vários benefícios para o nosso dia a dia, ela também pode apresentar alguns riscos.

Já os estudantes da 2ª e 3ª séries do Ensino Médio assistirão à Aula Tema “Dimensão Pública da Internet: direitos e deveres”, com o psicólogo Rodrigo Nejm, que, desde 2007, coordena na SaferNet ações de educação em Direitos Humanos na Internet, criando pesquisas, campanhas, materiais pedagógicos e formações de multiplicadores, a fim de estimular boas escolhas online e o uso responsável, ético e seguro da Internet.

Para os pais, será realizada a palestra “Os perigos da Internet – ora vítimas, ora infratores”, com a Dra. Camilla Jimene, advogada especializada em Direito Digital. O encontro acontecerá em 23 de março, às 20h, no Anfiteatro Picasso, e as inscrições podem ser feitas na Recepção do Sabin ou pelo telefone 3712-0713 – ramal 200, até 22 de março.

Certificação “Escola Digital Segura”

Este ano, o Sabin renovou sua certificação de “Escola Digital Segura” com o Instituto iStart, que apoia instituições de ensino na implementação de melhores práticas de governança de tecnologia da informação, segurança digital, conformidade às leis e educação para o uso ético, seguro, saudável e legal dos recursos tecnológicos.

Devido à pontuação do Colégio em cada um dos requisitos do relatório de diagnóstico técnico e legal, conquistamos quatro Selos, que correspondem aos quatro pilares nos quais fomos certificados: Tecnológico, Normativo, Pedagógico e Social.

“Isso quer dizer que alcançamos excelente nível no que diz respeito à infraestrutura tecnológica, elaboração de regras e procedimentos quanto ao uso da tecnologia, conscientização do corpo discente e de toda a comunidade relacionada, e capacitação de colaboradores e docentes”, explica Paulo Fontes.

Lixo Eletrônico

Durante a semana de 20 a 24 de março, ampliaremos nossa campanha de coleta de lixo eletrônico, implementada no ano passado. Além do posto de coleta fixo na biblioteca, também receberemos materiais para descarte no estacionamento do Colégio.

Os resíduos coletados serão destinados à Coopermiti, uma cooperativa sem fins lucrativos de produção, recuperação, reutilização, reciclagem e comercialização de lixo eletroeletrônico. Conveniada à Prefeitura de São Paulo, trabalha para que o e-lixo gerado na sociedade seja descartado de forma ambientalmente correta.

Alunos, pais e colaboradores podem descartar itens* como: telefone; celular; batedeira; liquidificador; secador de cabelo; cafeteira; sanduicheira; ferro de passar roupa; CD / DVD / disquete; cartuchos de impressora; teclado; mouse; placa mãe / placa controladora; processador / memória; roteador / modem. Quem tiver interesse em descartar eletroeletrônicos maiores, que não constem na lista acima, pode entrar em contato diretamente com a Coopermiti: contato@coopermiti.com.br / 11 3666-0849. Rua João Rudge, 366, Casa Verde, São Paulo – CEP: 02513-020.

0 Comentários