Elogie mais e critique menos.
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Elogie mais e critique menos.

Newton Campos

08 Dezembro 2012 | 13h19

Elogie as fortalezas dos seus amigos. Enalteça os aspectos positivos dos seus colegas de trabalho. Exalte os lados positivos do seu cônjuge.

Estudos recentes realizados nos Estados Unidos demonstram que cada crítica que você faz a uma pessoa requer pelo menos três elogios como compensação psicológica. Por exemplo, os casamentos que duram mais são aqueles em que a esposa ou o marido realizam uma média de quatro a cinco elogios para cada crítica feita ao cônjuge. O mesmo acontece no ambiente de trabalho e deduzo que o mesmo deveria acontecer num colégio ou numa universidade.

Esta semana estive em Londres para uma reunião da minha universidade com diretores de Recursos Humanos de grandes empresas britânicas. Fui falar brevemente sobre educação blended (semipresencial), mas o assunto principal do debate foi a Liderança Positiva (Positive Leadership), liderado pelo meu colega Prof. Lee Newman (twitter: @newmanlee).

Prof. Lee Newman e a Liderança Positiva

Prof. Lee Newman (de terno cinza, ao fundo) e a Liderança Positiva.

A Liderança Positiva se concentra em promover o melhor das virtudes humanas. Baseia-se no pressuposto de que todos nós temos uma inclinação em fazer nossas atividades melhores se somos estimulados nesse sentido. De alguma forma, trabalhamos mais e mais felizes se somos elogiados por nossas fortalezas do que criticados por nossos defeitos.

No final do texto, disponibilizo um vídeo de 10 minutos o Prof. Gilberto Guimarães que explica perfeitamente, em português, o conceito da Liderança Positiva e sua aplicação no mundo empresarial.

Após o evento fiquei pensando: Qual será o impacto dessa corrente de pensamento nas instituições educacionais? Lembrei-me da educação de antigamente, com castigos físicos, e desse escândalo recente de uma educadora paulista (a “Tia Bruxa”, segundo os alunos) que maltratava psicologicamente e fisicamente seus alunos na tentativa de controlá-los.

Será que essa história de elogiar as fortalezas realmente funcionaria também com crianças e adolescentes? As crianças adoram fazer exatamente o contrário do que você pede e grande parte dos adolescentes parecem estar revoltados “por natureza”. Dá para ficar elogiando ou enaltecendo?

Acho que sim, pois lembremos que este conceito não defende apenas elogios. Trata-se de deixar de criticar tanto as fraquezas das pessoas e passar a enaltecer as coisas boas que elas fazem.

Esse mundo da psicologia é realmente muito interessante. E é na multidisciplinaridade do conhecimento humano, cada vez mais possível e estimulada pelas novas tecnologias, que vamos fazer com que a pedagogia, a psicologia e outras áreas do conhecimento se mesclem para fazer deste século XXI o século de ouro da humanidade, o século do conhecimento. Fui positivo ou não fui conosco mesmos?

Para mais info sobre o Prof. Lee Newman (em inglês): http://www.leenewman.org/

***

Para mais info (em inglês):
Meu Twitter (education): @neweduca
Meu Twitter (emerging economies): @emergeconomies
Meu Facebook: https://www.facebook.com/newton.campos.phd
Minha Home Page: http://www.newtoncampos.com