As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Educando as massas… de forma personalizada?

Newton Campos

01 Novembro 2012 | 15h33

Será possível alcançar isso? Cada dia mais parece ser que sim. Infelizmente, porém, num futuro ainda distante. Eu gosto de pensar que até 2030 já estaremos operando num modelo educativo mais adequado para o século 21.

Esta semana tive a oportunidade de ir a um evento organizado aqui no IE verdadeiramente interessante. Chamava-se “Reinventing Higher Education”, e contou com a presença de diversos líderes da educação superior, vindos de todo o mundo.

Num resumo muito resumido, chegamos à conclusão de que a educação superior vai mudar por pressão das seguintes forças:
1) Internacionalização da educação;
2) Desenvolvimento de novas formas de criação de conhecimento em rede;
3) Aumento da colaboração educativa entre os mais diversos tipos de organizações;
4) Falta massiva de professorado adaptado às novas formas de ensino em rede;
5) Necessidade e ênfase na criação de conhecimento multidisciplinar e personalizado;
6) Economias emergentes como fontes de modelos inovadores de educação;
7) Explosão da demanda para todos os tipos de educação na Ásia;

Eu estava disposto a descrever o evento para os leitores deste blog, mas como havia uma jornalista brasileira cobrindo tudo para o seu jornal, achei mais justo postar aqui o resumo do evento nas próprias palavras dela (o link para leitura está disponível abaixo, ao final).

Nas próximas semanas vou entrevistar algumas das pessoas que vieram e publicarei as entrevistas aqui. Enquanto isso, parto para algo mais atemporal, que tinha guardado na gaveta desde que comecei este blog.

Combinei comigo mesmo de colocar os leitores deste blog mais ou menos no mesmo nível com relação aos “clássicos” internacionais da crítica à educação padronizada atual. Assim, acho que Ken Robinson merece este post só pra ele. Sei que muita gente já viu este vídeo, mas sempre vale a pena ver de novo.

Aqui na minha equipe todos os novos membros devem assistir a este vídeo e fazer uma apresentação que descreva como poderia ser a educação do futuro. As afirmações de Robinson servem, muitas vezes, como ponto de partida para diversas definições e políticas sobre o desenvolvimento dos nossos cursos.

Neste vídeo, retirado de um discurso, podemos ver que Robinson tem a capacidade de resumir, de maneira incrivelmente curta e relevante o problema gerado pelo alto grau de padronização do sistema educacional atual. Não quero colocá-lo de forma alguma num pedestal, mas certamente considero este vídeo um clássico obrigatório. São apenas 11 minutos, mas valem ouro.

Nota adicionada em 10/Dezembro/2012: Agradeço ao leitor Matheus Pacher, quem nos enviou uma versão dublada ao idioma português deste vídeo. E parabéns ao Prof. Alexandre Gomes pela fantástica iniciativa da dublagem, ficou ótimo.

Como mencionado, segue também a reportagem da Stela Campos sobre o evento “Reinventing Higher Education” que aconteceu aqui em Madri na semana passada:

Universidades debatem o futuro do ensino

***

Para mais info (em inglês):
Meu Twitter (education): @neweduca
Meu Twitter (emerging economies): @emergeconomies
Meu Facebook: https://www.facebook.com/newton.campos.phd
Minha Home Page: http://www.newtoncampos.com